sicnot

Perfil

Mundo

EUA estão comprometidos com defesa comum dos aliados na NATO

Jonathan Ernst

O presidente norte-americano, Donald Trump, afirmou, na sexta-feira, que os Estados Unidos estão comprometidos com a defesa comum dos membros da NATO.

"Comprometo os Estados Unidos com o Artigo 5.º", disse Trump aos jornalistas durante uma conferência por ocasião da visita do presidente da Roménia, Klaus Iohannis.


Este artigo no Tratado da NATO diz que o ataque a um membro é um ataque a todos os membros e obriga os aliados a defender esse país.


"Certamente estamos lá para proteger e é uma das razões por que quero que as pessoas percebam que teremos uma grande, grande força, pagando o dinheiro necessário para ter essa força. Mas sim, absolutamente, estarei comprometido com o Artigo 5.º", declarou.


No mesmo passado, os países europeus e outros Estados manifestaram preocupação quando Trump não mencionou a cláusula num discurso na sede da NATO em Bruxelas.


Nesse discurso, Trump instou os aliados a estarem dispostos a gastar dois por cento do Produto Interno Bruto em defesa até 2024, mas não mencionou especificamente o artigo o Artigo 5.º, que apenas foi invocado uma vez após os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001.


A Casa Branca confirmou posteriormente o compromisso num comunicado anunciando que Trump vai visitar a Polónia no próximo mês.

Lusa

  • Marcelo não comenta proposta sobre nomeação do governador do BdP
    0:14

    Economia

    Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar a proposta do grupo de trabalho para a reforma da supervisão financeira, que recomenda que o governador do Banco de Portugal seja nomeado pelo Presidente da República. Marcelo não quis comentar o assunto esta quarta-feira durante a tomada de posse do Reitor da Universidade de Lisboa.

  • Habitantes da favela da Rocinha temem novo episódio violento
    2:54

    Mundo

    Localizada no Rio de Janeiro, a Rocinha, maior favela do Brasil, foi palco de um tiroteio entre traficantes, no último fim de semana. Agora, pelo terceiro dia consecutivo, a polícia do Rio de Janeiro está a fazer um cerco em algumas favelas cariocas à procura de traficantes. A comunidade está assustada e receia que episódios violentos como este se repitam.