sicnot

Perfil

Mundo

Oito mortos e mais de 100 desaparecidos em naufrágio ao largo da Líbia

Pelo menos oito pessoas morreram e várias dezenas estão desaparecidas ao largo da Líbia, na sequência do naufrágio de um bote, no qual tentavam chegar à Europa, anunciaram este sábado forças de segurança locais.

"Estes oito corpos fazem parte de um total de 120 a 130 passageiros que estavam no barco", disse o chefe da guarda costeira da localidade de Garaboulli (60 quilómetros a leste de Tripoli), o coronel Fathi al-Rayani, citado pela agência de notícias France Press.

Os corpos dos migrantes ficaram presos nas dobras do barco pneumático que esvaziou a cerca de nove quilómetros de Garaboulli, constatou um jornalista da France Press, que acompanhou a guarda costeira.

De acordo com o responsável líbio, o tipo de embarcação em causa não comporta mais de 120 pessoas, pelo que deve haver cerca de uma centena de desaparecidos, que se afogaram ou, na melhor das hipóteses, conseguiram nadar até à praia.

O porta-voz da Marinha da Líbia, o general Ayoub Kacem, disse hoje que as patrulhas da guarda costeira de Zawia (45 quilómetros a oeste de Tripoli) intercetaram na sexta-feira cinco barcos pneumáticos e duas outras embarcações, que transportavam 570 imigrantes ilegais.

Os barcos, acrescentou a fonte, foram escoltados para terra e foram detidas três pessoas. Os imigrantes, a maioria africanos, foram entregues num centro de detenção, para posteriormente serem repatriados.

Muitos voltarão ao circuito de imigração, onde são explorados por redes de contrabando organizado que proliferam na Líbia desde o caos que se instalou no país após a queda do regime de Muammar Kaddafi, em 2011.

Segundo o Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (ACNUR), cerca de 61.250 pessoas chegaram a Itália desde o início do ano, e 1.778 morreram ou desapareceram no mesmo período.

Lusa

  • Vídeo mostra passagem da carrinha a alta velocidade nas Ramblas
    0:33

    Ataque em Barcelona

    O jornal espanhol El Pais divulgou hoje  as primeiras imagens da carrinha que matou 13 pessoas e feriu mais de 100 em Barcelona. O vídeo foi registado por  uma câmara de videovigilância de um museu nas Ramblas. Mostra pessoas a desviarem antes da passagem rápida da carrinha branca. Esta terá sido a parte final do percurso feito pelo veículo.

  • Castelo Branco aposta na cultura para preservar raízes e fomentar turismo
    5:26

    SIC 25 Anos

    Com perto de 200 mil habitantes, o distrito de Castelo Branco luta para criar projetos diferenciadores para atrair e ancorar a população. O desemprego tem vindo a baixar, numa região fortemente envelhecida. A capital do distrito aposta na cultura para preservar as raízes e fomentar o turismo, e a Universidade da Beira Interior tem cada vez mais alunos estrangeiros.