sicnot

Perfil

Mundo

Soldado afegão mata três militares norte-americanos

Três militares norte-americanos foram mortos quando um soldado abriu fogo contra eles na região oriental do Afeganistão, disse este sábado um oficial afegão.

O porta-voz do governador da província de Nangarhar, Attahullah Khogyani, acrescentou que um outro militar dos Estados Unidos ficaram feridos no ataque, que ocorreu no distrito de Achin.

Segundo esta fonte, o soldado afegão foi morto, depois de ter atingido os norte-americanos.

O distrito de Achin é considerado um dos bastiões do movimento Estado Islâmico no Afeganistão e foi nesta região que, em abril, os Estados Unidos lançaram a GBU-43, conhecida como "a mãe de todas as bombas", provocando cerca de uma centena de baixas no grupo jihadista.

Um porta-voz dos talibãs, Zabihullah Mujahid, reivindicou o ataque contra os norte-americanos através da sua conta na plataforma de mensagens Twitter, dizendo que "um infiltrado" atacou soldados norte-americanos, "matando quatro", ao mesmo tempo que confirmou a morte do autor do atentado.

Não é a primeira vez que este tipo de ataques internos acontece no Afeganistão.

Em março, outro soldado afegão foi morto depois de ter atirado contra forças estrangeiras na base da província de Helmand, ferindo três norte-americanos.

Segundo dados dos Estados Unidos, entre janeiro e novembro de 2016, registaram-se 56 ataques internos, ou seja, de elementos dos grupos de segurança contra os seus companheiros, provocando 151 mortos e 79 feridos.

No Afeganistão, a violência aumentou nos últimos anos, depois do fim da missão de combate da NATO, que continua no país para assistência e capacitação das tropas afegãs, com 13.000 soldados, entre os quais os Estados Unidos preveem manter 8.400 este ano.

O Governo afegão controla somente 57% do território, segundo o inspetor geral especial para a reconstrução do Afeganistão, que é dos Estados Unidos.

Lusa

  • "Serei o Presidente de todos os angolanos"
    2:06
  • Costa de Metro de Odivelas para Lisboa para relembrar corrida entre burro e Ferrari
    2:55

    Autárquicas 2017

    António Costa começou hoje o dia de campanha em Odivelas, para uma viagem de Metro até Lisboa, em que recordou a célebre corrida entre um burro e um Ferrari que protagonizou em 1993 quando foi canditado do PS à Câmara de Loures. Foi nesta cidade, onde ontem à noite, que desferiu um violento ataque a Pedro Passos Coelho, acusando-o de transformar o PSD num partido que não é digno de um Estado democrático.

  • O aeroporto de Beja, um "elefante branco" na planície alentejana
    4:33
  • Supervisão bancária origina novo diferendo entre Carlos Costa e Governo
    0:57

    Economia

    Reacendeu-se a guerra entre o Governo e o governador do Banco de Portugal. Em conferência na sede do banco, esta segunda-feira, Carlos Costa deixou uma crítica indireta ao novo modelo de supervisão bancária. O ministro das Finanças, Mário Centeno, não gostou e exigiu a Carlos Costa que se retratasse, mas o governador recusou-se.

  • Paciente há 15 anos em estado vegetativo consegue seguir objetos e mexer a cabeça

    Mundo

    Um homem de 35 anos, que ficou em estado vegetativo após um acidente de viação há 15 anos, deu sinais de consciência depois de lhe ter sido aplicada uma nova técnica de estimulação nervosa. Cirurgiões implantaram no paciente um pequeno aparelho que estimula o nervo vago, responsável pela ligação nervosa entre o cérebro e o resto do corpo. A intervenção aconteceu em França e a descoberta foi publicada na revista científica Current Biology.