sicnot

Perfil

Mundo

Conservadores franceses pedem mobilização na segunda volta

O responsável da campanha eleitoral do partido conservador Os Republicanos, François Baroin. (Arquivo)

Charles Platiau

O responsável da campanha eleitoral do partido conservador Os Republicanos apelou este domingo a uma "mobilização" na segunda volta das legislativas francesas, no próximo domingo, para evitar que "um só partido", o do Presidente, concentre todo o poder.

"Dentro de uma semana, chega a grande eleição; a mobilização de todos é imperativa", disse hoje François Baroin, pouco depois do encerramento das urnas na primeira volta das legislativas francesas.

Segundo as primeiras projeções de voto difundidas pelos media franceses, o partido Os Republicanos reúne entre 20% e 21 % dos votos, muito abaixo dos 32% previstos para o partido do Presidente francês, Emmanuel Macron, A República Em Marcha!.
Baroin defendeu que a abstenção registada na primeira volta, superior a 50%, reflete "uma sociedade fraturada".

"É um nível de abstenção nunca visto e reflete a persistência da fratura na sociedade francesa", disse.

O partido do Presidente Emmanuel Macron venceu hoje a primeira volta das eleições legislativas em França, com cerca de 32% dos votos, segundo projeções divulgadas pelos media.

De acordo com as mesmas projeções, o partido A República em Marcha! obteve cerca de 32% dos votos, Os Republicanos entre 20 a 21%, a Frente Nacional entre 13 e 14%, a França Insubmissa quase 11% e o Partido Socialista 9%.

Segundo as projeções da estação televisiva francesa France 2, divulgadas às 20:00 (menos uma em Lisboa), A República em Marcha!, aliada ao partido centrista MoDem, poderá vir a eleger entre 390 e 430 deputados, os Republicanos entre 85 e 125, o PS entre 20 e 35, a França Insubmissa entre 11 e 21 e a Frente Nacional entre 3 e 10.

A maioria absoluta no parlamento francês é de 289 assentos parlamentares em 577.

Lusa

  • Madrid suspende governo regional da Catalunha

    Mundo

    O chefe do Governo espanhol anunciou hoje que decidiu acionar o artigo 155º da Constituição espanhola e pedir ao Senado a suspensão das funções do governo regional da Catalunha. Em conferência de imprensa justificou a adoção das medidas dada a "desobediência rebelde, sistemática e consciente" do Governo regional (Generalitat).

    Em atualização

  • Manifestações contra os incêndios um pouco por todo o país
    1:33

    País

    Estão marcadas para esta tarde várias manifestações contra os incêndios e as políticas florestais, mas também de homenagem às vítimas dos fogos que arrasaram o país. As iniciativas de protesto são quase todas organizadas através das redes sociais e por grupos de cidadãos.

  • Ministra do Mar não aceita suspensão da pesca da sardinha
    2:39

    Economia

    O organismo científico que aconselha a Comissão Europeia em matéria de pescas recomendou esta sexta-feira que Portugal e Espanha não pesquem sardinha no próximo ano. A Ministra do Mar não aceita esta recomendação de capturas zero e vai propor uma redução do limite de capturas de sardinha das 17 mil toneladas deste ano para cerca de 14 mil em 2018.