sicnot

Perfil

Mundo

Merkel felicita Macron pelo "grande sucesso" do seu partido

A chaceler alemã, Angela Merkel, felicitou este domingo o Presidente francês, Emmanuel Macron, pelo "grande sucesso" do seu partido na primeira volta das eleições legislativas e considerou que o resultado é "um voto forte a favor das reformas".

A mensagem de Merkel foi colocada pelo seu porta-voz, Steffen Seibert, na sua conta oficial na rede social Twitter.

De acordo com projeções avançadas pela agência noticiosa francesa AFP, o partido centrista A República em Marcha! (de Macron) ganhou com larga maioria a primeira volta das legislativas, ao obter entre 32,2 e 32,9% dos votos.

As mesmas projeções indicam que o partido Os Republicanos (direita) conseguiu entre 20,9 e 21,5%, a Frente Nacional (extrema-direita) entre 13,1 e 14%, a França Insubmissa (esquerda) 11% e o Partido Socialista entre 9 e 10,2%.

A segunda volta das legislativas francesas realiza-se a 18 de junho.

Lusa

  • "A França está de volta"

    Mundo

    O primeiro-ministro francês, Édouard Philippe, afirmou este domingo que "a França está de volta", numa reação à vitória, com larga maioria, do partido do Presidente Emmanuel Macron na primeira volta das eleições legislativas.

  • A estreia de Centeno como líder do Eurogrupo
    1:56
  • Puigdemont chegou à Dinamarca e não foi detido

    Mundo

    A Justiça espanhola pediu à Dinamarca para ativar a ordem de detenção europeia contra Carles Puigdemont, que ignorou as ameaças de detenção e decidiu deslocar-se a Copenhaga para participar numa conferência. Entretanto na Catalunha, o presidente do parlamento propôs Puigdemont para voltar a dirigir o Governo Regional.

  • Eleição de Rio "embaraça" PCP e BE
    0:34

    Opinião

    Luís Marques Mendes considera que a eleição de Rui Rio veio criar embaraço ao PCP e Bloco de Esquerda. O comentador da SIC considera que a promessa de que venha a haver pactos de regime entre PS e PSD é motivo de preocupação para os parceiros do Governo.

    Luís Marques Mendes

  • O caso Assange é "um problema" para o Equador

    Mundo

    O Presidente equatoriano, Lenin Moreno, declarou no domingo que o asilo atribuído ao fundador do WikiLeaks, Julian Assange, pela embaixada do Equador em Londres desde 2012 é "um problema herdado" que constitui "mais que um aborrecimento".