sicnot

Perfil

Mundo

Procurador diz que foi demitido depois de recusar atender telefonema de Trump

Brendan McDermid/ Reuters

O ex-procurador federal de Nova Iorque revelou que foi demitido depois de ter recebido vários telefonemas desadequados do Presidente dos Estados Unidos. Em declarações à ABC News, Preet Bharara afirmou que considera que Donald Trump passou várias vezes a fronteira que separa o poder político da investigação criminal independente.

Preet Bharara, conhecido pelas investigações sobre corrupção e por processar mais de cem executivos de Wall Street, explicou que foi demitido depois de se recusar a atender um terceiro telefonema de Trump. A Casa Branca ainda não respondeu aos comentários do ex-procurador federal de Nova Iorque.

Bharara foi nomeado em 2009 por Barack Obama para o cargo de procurador em Manhattan. Desde que Trump o conheceu, no final de 2016, parecia que "tentava cultivar algum tipo de relacionamento mais próxima", mas depois de ter assumido a Presidencia dos EUA, Bharara considerou que seria "desadequado", sublinhou o procurador.

"O Presidente Obama não me telefonou nenhuma vez em sete ano e meio", afirmou. "O número de chamadas que eu esperava receber do Presidente seria zero porque tem de haver algum tipo de distância nas funções inerentes aos diferentes cargos", acrescentou Bharara.

A entrevista dada ao ABC News aconteceu poucos dias depois do polémico depoimento de James Comey no Senado.

O antigo diretor do FBI, que foi demitido em maio, acusou Trump de mentir e de o difamar. Comey disse ter entendido os pedidos de Trump para encerrar a investigação a um conselheiro como uma ordem. Comey confirmou ainda uma forte campanha do Governo russo para manipular as eleições norte-americanas.

Comey disse ainda durante o seu testemunho que pediu a um amigo para divulgar o conteúdo das notas que escreveu sobre as conversas que manteve com o Presidente, considerando que essas notas não são nenhum segredo de Estado nem estão sujeitas a restrições à divulgação.

Também na semana passada, Trump deu mais um passo para eliminar vestígios da Administração anterior no Departamento de Justiça, ao pedir a renúncia imediata de 46 procuradores nomeados por Barack Obama.

A Justiça americana divide-se territorialmente em 94 distritos, que contam com um procurador nomeado pelo Presidente por recomendação de um senador. É tradição que os procuradores ponham seu lugar à disposição do novo Presidente. Muitos dos nomeados por Obama deixaram o cargo após a posse de Trump a 20 de janeiro, mas 46 mantiveram-se no ativo, um deles foi Preet Bharara.

  • Presidente do Tondela diz que clube foi humilhado
    1:26

    Desporto

    O presidente do Tondela participou esta segunda-feira na conferência de imprensa após o jogo da 23.ª jornada da I Liga com o Sporting. Gilberto Coimbra criticou o árbitro do encontro João Capela, e diz que o tempo de compensação dado a mais foi por uma falta que não foi assinalada sobre um jogador do Tondela, Bruno Monteiro.

  • Último golo do Sporting ao Tondela "é legal e limpinho" 
    0:41

    Desporto

    Jorge Jesus entende que a vitória desta segunda-feira do Sporting frente ao Tondela não merece contestação e destaca o facto de o árbitro ter avisado os jogadores que iria prolongar o tempo extra. Para o treinador dos leões, o golo no minuto 99' é legal. 

  • Deputados pedem medidas urgentes para travar exploração de urânio junto à fronteira
    3:06

    País

    Um projeto de exploração de urânio no município de Retortilho em Salamanca, a cerca de 40 quilómetros da fronteira portuguesa, está a causar preocupação nos dois países. Portugueses e espanhóis temem o risco de contaminação por via aérea e fluvial. Deputados portugueses visitaram o local, onde pediram medidas firmas e urgentes ao Governo para travar o projeto. As autoridades de Espanha não acionaram o mecanismo de avaliação ambiental partilhada.

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • "Os Estados Unidos são uma sociedade de pistoleiros"
    3:47
  • Trump desafia Oprah a candidatar-se para ser derrotada

    Mundo

    Apesar de Oprah Winfrey ter excluído uma eventual candidatura às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, Donald Trump ainda não se esqueceu dos rumores e desafiou a apresentadora a candidatar-se em 2020. Através do Twitter, o Presidente norte-americano disse ainda que assim poderia ser "exposta e derrotada como todos os outros".

    SIC