sicnot

Perfil

Mundo

Panamá estabelece relações diplomáticas com a China e corta com Taiwan

POOL New

O Presidente do Panamá, Juan Carlos Varela, anunciou na segunda-feira o estabelecimento das relações diplomáticas com a China, e a rutura com Taiwan.

"O Governo da República do Panamá rompe hoje (segunda-feira) as suas relações diplomáticas com Taiwan", afirma um comunicado oficial. O país anunciou na mesma ocasião o estabelecimento de relações diplomáticas com a República Popular da China.

Em declarações à emissora pública de rádio e televisão, o Presidente disse que as negociações para o estabelecimento de relações bilaterais terminaram na segunda-feira em Pequim, entre os ministros dos Negócios Estrangeiros do Panamá e da República Popular da China, um país que "sempre teve um papel relevante na economia" da nação da América central.

"Até hoje a República do Panamá não tinha relações diplomáticas com a República Popular da China, um Estado que só por si representa 20% da população mundial e constitui a segunda maior economia do mundo. Esta é uma situação que um Presidente responsável não pode continuar a perpetuar", declarou Varela.

O Presidente acrescentou que a China "sempre teve um papel preponderante na economia do Panamá". "Atualmente é o segundo mais importante utilizador do Canal do Panamá e o principal fornecedor de mercadorias na Zona Livre de Colón", a maior do hemisfério e localizada no Caribe panamenho.

Lusa

  • "Desisto com muita dificuldade, só abandono a liderança se houver rebelião"
    2:39
  • Como um tweet de Kylie Jenner levou à queda das ações do Snapchat

    Economia

    As ações da Snap Inc., empresa que gere o Snapchat, fecharam a cair 6% na bolsa de Wall Street, esta quinta-feira, depois de Kylie Jenner ter anunciado que tinha deixado de usar a aplicação. A celebridade norte-americana tem mais de 24 milhões de seguidores e é considerada uma das utilizadoras mais influentes do Snapchat.

  • Arqueólogos anunciam descoberta de selo com assinatura do profeta Isaías

    Mundo

    Arqueólogos israelitas afirmam ter descoberto a marca de um selo num pedaço de argila que exibe o que consideram ser a assinatura do profeta bíblico Isaías, a quem se atribui a autoria de um livro do Antigo Testamento e de vários excertos do Novo Testamento. O achado arqueológico agora divulgado poderá ser a primeira prova da existência do profeta Isaías até agora encontrada. A descoberta aconteceu em Jerusalém, próximo do local onde foi encontrada um outro selo com a impressão da assinatura do rei Ezequias de Judá.

  • Substituiria o seu café por bolotas?

    País

    Investigadores da Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto (FFUP) desenvolveram um produto à base de bolotas para substituir o café, de forma a evitar os efeitos negativos que esta bebida pode ter nos consumidores.

  • Não dá mais, Brasil!
    18:00