sicnot

Perfil

Mundo

Bebé apanhado depois de lançado do prédio em chamas

ANDY RAIN / EPA

Um bebé foi lançado do prédio que ardeu em Londres e apanhado por um homem que passava, relatou uma testemunha à Associated Press (AP).

Samira Lamrani diz que viu uma mulher a gesticular de uma das janelas do prédio em chamas para a multidão em baixo a dizer que ia atirar o seu bebé "do 9º ou 10ºandar".

Um homem correu e conseguiu apanhar, contou a testemunha.

Samira Lamrani disse que, na altura, muitas pessoas apareceram às janelas "batendo freneticamente e gritando".

"As janelas estavam ligeiramente entreabertas - uma mulher gesticulava (e dizia) que iria atirar o seu bebé e se alguém o apanhava. E alguém o fez, um senhor correu em frente e conseguiu apanhar o bebé", relatou à AP.

O fogo no prédio de 20 andares em north Kensington que deflagrou durante a madrugada matou pelo menos seis pessoas, cerca de 70 estão feridas, várias em estado grave, pelo que o número de mortos poderá aumentar.

  • A estreia de Centeno como líder do Eurogrupo
    1:56
  • Puigdemont chegou à Dinamarca e não foi detido

    Mundo

    A Justiça espanhola pediu à Dinamarca para ativar a ordem de detenção europeia contra Carles Puigdemont, que ignorou as ameaças de detenção e decidiu deslocar-se a Copenhaga para participar numa conferência. Entretanto na Catalunha, o presidente do parlamento propôs Puigdemont para voltar a dirigir o Governo Regional.

  • Eleição de Rio "embaraça" PCP e BE
    0:34

    Opinião

    Luís Marques Mendes considera que a eleição de Rui Rio veio criar embaraço ao PCP e Bloco de Esquerda. O comentador da SIC considera que a promessa de que venha a haver pactos de regime entre PS e PSD é motivo de preocupação para os parceiros do Governo.

    Luís Marques Mendes

  • O caso Assange é "um problema" para o Equador

    Mundo

    O Presidente equatoriano, Lenin Moreno, declarou no domingo que o asilo atribuído ao fundador do WikiLeaks, Julian Assange, pela embaixada do Equador em Londres desde 2012 é "um problema herdado" que constitui "mais que um aborrecimento".