sicnot

Perfil

Mundo

Chefe da Google critica Trump por retirar EUA do Acordo de Paris

O patrão da casa-mãe da Google, Eric Schmidt, criticou esta sexta-feira a decisão do Presidente norte-americano, Donald Trump, de retirar os EUA do acordo de Paris para combater o aquecimento global.

"Apenas para que fique claro: é muito fácil perceber que o planeta está a aquecer relativamente depressa. Vai ser mais caro agir dentro de 20 anos do que hoje", declarou o presidente da Alphabet, a 'holding' da multinacional de serviços 'online' e 'software' Google, por ocasião do Paris Air Forum, que reuniu o mundo da aeronáutica na véspera do salão do Bourget, perto de Paris.

"Penso que a América vai continuar a ser um ator significativo" do setor, prosseguiu, garantindo que "a boa notícia é que as empresas vão continuar a reduzir as produções de carbono com ou sem regulamentações governamentais".

Concluído em 12 de dezembro de 2015 na capital francesa, assinado por 195 países e já ratificado por 147, o Acordo de Paris entrou formalmente em vigor em 04 de novembro de 2016, e visa limitar a subida da temperatura mundial, reduzindo as emissões de gases com efeito de estufa.

Quando anunciou, a 01 de junho passado, a decisão de retirar os Estados Unidos da América (EUA) do Acordo, por este ser alegadamente "desvantajoso" para o país, Trump afirmou-se disponível para negociar um novo compromisso em termos "mais justos", cenário imediatamente rejeitado pela generalidade da comunidade internacional, incluindo a União Europeia.

Lusa

  • "Serei o Presidente de todos os angolanos"
    2:06
  • Costa de Metro de Odivelas para Lisboa para relembrar corrida entre burro e Ferrari
    2:55

    Autárquicas 2017

    António Costa começou hoje o dia de campanha em Odivelas, para uma viagem de Metro até Lisboa, em que recordou a célebre corrida entre um burro e um Ferrari que protagonizou em 1993 quando foi canditado do PS à Câmara de Loures. Foi nesta cidade, onde ontem à noite, que desferiu um violento ataque a Pedro Passos Coelho, acusando-o de transformar o PSD num partido que não é digno de um Estado democrático.

  • O aeroporto de Beja, um "elefante branco" na planície alentejana
    4:33
  • Supervisão bancária origina novo diferendo entre Carlos Costa e Governo
    0:57

    Economia

    Reacendeu-se a guerra entre o Governo e o governador do Banco de Portugal. Em conferência na sede do banco, esta segunda-feira, Carlos Costa deixou uma crítica indireta ao novo modelo de supervisão bancária. O ministro das Finanças, Mário Centeno, não gostou e exigiu a Carlos Costa que se retratasse, mas o governador recusou-se.

  • Paciente há 15 anos em estado vegetativo consegue seguir objetos e mexer a cabeça

    Mundo

    Um homem de 35 anos, que ficou em estado vegetativo após um acidente de viação há 15 anos, deu sinais de consciência depois de lhe ter sido aplicada uma nova técnica de estimulação nervosa. Cirurgiões implantaram no paciente um pequeno aparelho que estimula o nervo vago, responsável pela ligação nervosa entre o cérebro e o resto do corpo. A intervenção aconteceu em França e a descoberta foi publicada na revista científica Current Biology.