sicnot

Perfil

Mundo

Um ferido e sete desaparecidos em colisão de navios dos EUA e das Filipinas

Um navio da marinha norte-americana chocou esta sexta-feira contra um navio de mercadorias japonês, ao largo do mar do Japão. Um oficial de defesa dos Estados Unidos da América confirmou que existem inundações em três compartimentos do navio e vários feridos.

Numa breve declaração escrita, a base naval norte-americana no Pacífico, Pacific Fleet, situada no Hawai, disse que a Marinha solicitou assistência à guarda-costeira japonesa e revelou que o incidente está sob investigação, tendo sido aberto um inquérito.

A cadeia de televisão japonesa NHK avançou que sete membros da tripulação do navio de guerra americano estão desaparecidos, não havendo, para já, registo de vítimas mortais.

Imagens captadas pela cadeia NHK num helicóptero mostravam a retirada de um tripulante a partir do convés do navio, assim como vários membros da tripulação presentes no convés.

Uma fonte militar norte-americana disse à AP que há três compartimentos do "USS Fitzgerald" que estão a inundar.

A extensão dos estragos nos navios - o destroyer norte-americano "USS Fitzgerald" e o navio da marinha mercante filipino "ACX Crystal" - está ainda por determinar.

A colisão aconteceu por volta das 02:30 de sábado locais (18:30 de sexta-feira em Lisboa), quando o navio norte-americano navegava a cerca de 56 milhas náuticas a sudoeste da cidade japonesa de Yokosuka, onde os Estados Unidos da América (EUA) têm uma base naval, precisava o comunicado da base naval norte-americana, segundo a agência France-Presse (AFP).

Lusa

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.