sicnot

Perfil

Mundo

Human Rights Watch denuncia desaparecimento de jornalista na Ucrânia

Petar Kudjundzic

A organização Human Rights Watch (HRW) indicou este sábado temer que um jornalista ucraniano, desaparecido há duas semanas, tenha sido raptado por rebeldes pró-russos no leste da Ucrânia.

Stanyslav Aseiev, jornalista 'freelance' do serviço ucraniano da Radio Free Europe/Radio Liberty (RFE/RL), financiada pelos Estados Unidos, não dá sinais de vida desde 2 de junho, quando realizava uma reportagem na região separatista de Donetsk.

Há "fortes razões para acreditar que responsáveis locais dos serviços de segurança (rebeldes) o raptaram", declarou Tania Lokchina, da filial russa da HRW, num texto divulgado no 'site' Open Democracy, associação de defesa dos direitos humanos.

A HRW apelou às autoridades rebeldes para "acabarem imediatamente" com a detenção do jornalista de 27 anos, cujo desaparecimento foi referido por uma pessoa próxima, o deputado Ergo Firsov.

Os Repórteres Sem Fronteiras e o Comité para a Proteção dos Jornalistas também já denunciaram o caso.

Enquanto os primeiros responsabilizam as autoridades autoproclamadas da República de Donetsk pelo "destino e segurança" do jornalista, o Comité apelou "às autoridades ucranianas para utilizarem todos os meios à sua disposição para encontrar e garantir a segurança de Stanyslav Aseiev".

A Ucrânia é palco há quase três anos de um conflito que opõe as forças governamentais a separatistas pró-russos no leste do país, e que já causou perto de 10 mil mortos.

Apesar da concertação de várias tréguas, os confrontos mortíferos ocorrem regularmente ao longo da linha da frente.

Lusa

  • Dono de submarino é o único suspeito da morte de jornalista sueca
    1:51

    Mundo

    A polícia dinamarquesa confirmou que o corpo decapitado encontrado junto ao mar, perto de Copenhaga, é o da jornalista sueca desaparecida há mais de 10 dias. Kim Wall estava a fazer uma reportagem sobre um submarino artesanal com o criador, que é agora o principal suspeito do crime. Parte do corpo foi encontrada na segunda-feira e identificada através de exames de ADN.