sicnot

Perfil

Mundo

Merkel felicita Macron pela sua "clara maioria parlamentar"

Fabrizio Bensch

A chanceler alemã, Angela Merkel, felicitou o Presidente francês, Emmanuel Macron, pela sua "clara maioria parlamentar", na segunda volta das legislativas deste domingo, disse o seu porta-voz na plataforma de mensagens Twitter.

Angela Merkel disse também desejar que "prossiga a boa cooperação (entre Paris e Berlim) para a Alemanha, a França, a Europa", acrescentou o porta-voz, Steffen Seibert.

"Felicitações a Macron pela sua clara maioria parlamentar", disse Seibert na sua mensagem.

Também no Twitter, o ministro dos Negócios Estrangeiros alemão, Sigmar Gabriel, disse que o triunfo do movimento A República em Marcha, de Macron, "deixa o caminho livre para as reformas em França e na Europa".

Já na primeira volta das eleições legislativas, no último domingo, o Governo alemão havia expressado a sua satisfação com a vitória de Macron, assim como fez em maio, quando o Presidente francês venceu a candidata de extrema direita, Marine Le Pen, na segunda volta das Presidenciais.

O partido do Presidente francês, Emmanuel Macron, terá obtido hoje a maioria absoluta, entre 355 e 425 assentos, num total de 577, segundo as sondagens à boca da urna.

A abstenção atinge mais de 56%, um recorde para uma segunda volta das legislativas.

O partido de direita Os Republicanos terá obtido 97 a 130 lugares e o Partido Socialista entre 27 e 49, enquanto a extrema direita garantiu a eleição de quatro a oito deputados e a esquerda radical (França Insubmissa e Partido Comunista) um total de 10 a 30 assentos.

Lusa

  • Como se sobrevive à dor em Nodeirinho e Pobrais
    2:43
  • Raphäel Guerreiro vai continuar a acompanhar a seleção
    1:08
  • 74 mil alunos do secundário têm a vida "suspensa" 
    2:22

    País

    Enquanto o Ministério Público investiga a fuga de informação no exame nacional de Português do 12.º ano, 74 mil estudantes ficam com a vida suspensa. Se a fuga se confirmar, o exame corre o risco de ser anulado e as candidaturas ao ensino superior atrasam. O Instituto de Avaliação Educativa (IAVE), responsável pelos exames, prometeu esclarecimentos para os próximos dias.