sicnot

Perfil

Mundo

Advogado nega que Trump esteja a ser investigado por obstrução à justiça

Joe Skipper

Um dos advogados do Presidente dos Estados Unidos negou que o chefe de Estado esteja a ser investigado por obstrução à justiça, apesar das mensagens do próprio Donald Trump, que aparentemente reconheciam a existência do processo.

"O Presidente (Donald Trump) não está sob investigação da Procuradoria. Ponto final", disse Jay Sekulow, um dos advogados do Presidente dos Estados Unidos, em entrevista ao programa Meet the Press.

"Não está, nem esteve sob investigação por obstrução", sublinhou o advogado ao referir-se às notícias que indicavam que o procurador Robert Mueller estava a investigar Donald Trump.

O jornal Washington Post que citava funcionários judiciais que pediram o anonimato referia, na quinta-feira, que Mueller estava a investigar a suposta interferência da Rússia nas eleições presidenciais dos Estados Unidos e os contactos entre Moscovo e Donald Trump.

A notícia indicava que o chefe de Estado estava a ser investigado num caso de obstrução à justiça.

Após a publicação da notícia do Washington Post, o chefe de Estado difundiu através da rede social Twitter uma mensagem em que aparentemente reconhecia que estava a ser investigado. "Estou a ser investigado por ter despedido o diretor do FBI, pelo homem que me disse para afastar o diretor do FBI! 'Caça às bruxas'", escrevia Donald Trump.



O advogado, Jay Sekulow, vem agora frisar que Trump estava a referir-se à "história falsa" do Washington Post, acrescentando que a mensagem divulgada, através do Twitter, não significava o reconhecimento de que o Presidente era o alvo da investigação.

Mueller foi nomeado para o cargo de procurador especial após o afastamento do diretor do FBI, James Comey, que conduzia a investigação sobre a eventual rede russa que supostamente influenciou o resultado das eleições presidenciais norte-americanas de 2016.

Lusa

  • Curiosidades sobre o Mundial da Rússia
    3:08
  • Ronaldo no País dos Sovietes: Algumas curiosidades
    1:54
  • O choro intenso de Neymar explicado pelo próprio
    0:51
  • A queda aparatosa do selecionador do Brasil
    0:05
  • Dia de limpezas em Chaves após noite de chuva intensa e queda de granizo
    2:44
  • Athanasia, uma mulher sem medo das alturas
    0:35

    Mundo

    É grega, chama-se Athanasia Athineau, tem 29 anos e pertence à unidade de forças especiais da Grécia. O salto que podemos ver é de 10 mil pés, mas Athanasia faz também saltos de 30 mil. Neste caso, caíu a uma velocidade de 250 quilómetros por hora antes de abrir o pára-quedas.

  • Talheres de Hitler vendidos por 14 mil euros

    Mundo

    Um conjunto de duas facas, três colheres e três garfos de prata, que pertencia a Adolf Hitler, foi vendido em Dorset, Inglaterra, pelo valor de 12.500 libras (aproximadamente 14.200 euros). O serviço de talheres foi criado no âmbito das celebrações do 50.º aniversário do ditador nazi.

    SIC