sicnot

Perfil

Mundo

Atacante dos Campos Elísios era conhecido das autoridades

Gonzalo Fuentes

O condutor do veículo que abalroou esta segunda-feira uma carrinha policial na avenida dos Campos Elísios era um homem de 31 anos oriundo de um subúrbio de Paris que estava referenciado pelas autoridades, indicaram fontes oficiais.

Citadas pelas agências internacionais, as fontes oficiais, que preferiram falar sob anonimato, precisaram que o homem era oriundo do subúrbio parisiense de Argenteuil e que estava referenciado pelas autoridades por potenciais ligações extremistas.

O homem chocou esta segunda-feira intencionalmente contra uma carrinha da gendarmerie francesa (força policial militarizada) na avenida dos Campos Elísios, no centro de Paris. O veículo explodiu momentos depois do impacto, mas sem fazer vítimas, além do condutor.

A morte do condutor seria confirmada mais tarde pelo ministro do Interior francês, Gérard Collomb, que indicou que este incidente tinha sido uma "tentativa de ataque" contra as forças de segurança.

Botijas de gás, uma metralhadora Kalachnikov e pistolas foram encontradas no veículo, bem como explosivos.

"Uma vez mais as forças de segurança em França eram os alvos", declarou o ministro.

Este ataque "mostra uma vez mais que o nível de ameaça em França é extremamente elevado", mencionou Gérard Collomb, num momento em que o país vive em estado de emergência desde os atentados de novembro de 2015.

Collomb acrescentou que vai apresentar na quarta-feira um projeto-lei que prevê o prolongamento do regime de exceção de 15 de julho, data em que expira o atual prazo, até 1 de novembro.

Na zona dos Campos Elísios, localizada em pleno centro da capital francesa, um forte dispositivo de segurança foi destacado. A circulação automóvel na avenida foi cortada e a estação de metro mais próxima foi encerrada, segundo constatou no local um jornalista da agência noticiosa francesa France Presse.

Este incidente acontece cerca de duas semanas depois de um agente policial ter sido atacado junto da catedral de Notre Dame, no centro de Paris.

Nesse ataque, o agressor, que foi neutralizado pelas forças policiais e que reivindicou ser um "soldado" do grupo extremista Daesh, atacou o agente com um martelo quando este patrulhava a praça em frente da catedral. Os últimos ataques perpetrados em França têm tido como alvo as forças de ordem e um deles também ocorreu na avenida parisiense dos Campos Elísios.

A 20 de abril, o polícia Xavier Jugelé, de 37 anos, foi abatido a tiro na avenida parisiense por um terrorista, num ataque que foi reivindicado pelo Daesh.

Dois outros agentes policiais ficaram feridos no ataque, que ocorreu alguns dias antes da primeira volta das recentes eleições presidenciais francesas.

Antes já tinham ocorrido outros ataques, sem vítimas mortais, no Museu do Louvre e no aeroporto internacional de Orly que visaram militares franceses.

Lusa

  • Ministra emocionou-se no Parlamento
    2:26

    Tragédia em Pedrógão Grande

    A ministra da Administração Interna disse esta quarta-feira no Parlamento que está, desde a primeira hora, a recolher, analisar e cruzar todos os dados do incêndio de Pedrógão Grande. Constança Urbano de Sousa emocionou-se diante dos deputados e admitiu que tem ainda muitas dúvidas sobre o que aconteceu. Foi pedido um estudo independente ao funcionamento do sistema de comunicações de emergência e uma auditoria à Secretaria-Geral da Administração Interna, a entidade gestora do SIRESP. A ministra explicou porquê.

  • "O que mais tem havido nesta altura são respostas precipitadas"
    7:21

    Opinião

    Foi um "debate contido" o de hoje, no Parlamento, sobretudo no frente-a-frente entre António Costa e Passos Coelho, na opinião de Bernardo Ferrão. O subdiretor de informação da SIC sublinha uma declaração "mortal" do primeiro-ministro, quando este disse que "ninguém quer respostas precipitadas". Por outro lado, a comissão técnica independente pedida pelo PSD pode virar-se contra o próprio partido.

    Bernardo Ferrão

  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44

    Mundo

    A Ucrânia está a ser seriamente afetada por um novo ataque informático. Algumas empresas de grande dimensão estão a ser prejudicadas, agravando a dimensão global do ataque, o qual não parece ser dirigido a ninguém em concreto. Ontem, nas primeiras horas do ataque, não parava de crescer o número de vítimas.

  • Caricaturas de Trump invadem capital do Irão

    Mundo

    O Irão está a organizar um concurso internacional de caricaturas do Presidente norte-americano Donald Trump. Pelas ruas de Teerão já vão surgindo algumas imagens alusivas ao festival que vai realizar-se no próximo mês de julho.

  • De onde vem o dinheiro de Isabel II?

    Mundo

    A rainha Isabel II vai ser aumentada - pelo exercício das suas funções -, em 2018, para 82,2 milhões de libras (93,5 milhões de euros). Este valor é pago pelo Estado britânico. Contudo, esta não é a única fonte de rendimento da rainha de Inglaterra. Isabel II também recebe pelas terras, casas e empresas que tem espalhadas pelo Reino Unido.

  • Companhia aérea obriga deficiente físico a entrar no avião sem ajuda

    Mundo

    Um homem com uma deficiência física que o obriga a andar numa cadeira de rodas foi obrigado a subir sozinho as escadas de um avião da companhia aérea Vanilla Air. Hideto Kijima deparou-se com a situação quando estava a embarcar da ilha de Amami para Osaka, no Japão, com vários amigos que foram proibidos de o ajudar.