sicnot

Perfil

Mundo

Donald Trump reúne-se hoje com Presidente da Ucrânia

Joshua Roberts

O Presidente dos EUA recebe hoje o Presidente ucraniano, num encontro que não estava inicialmente previsto na agenda de Donald Trump, em que será abordado o conflito no leste do país europeu com os separatistas pró-russos.

A Casa Branca atualizou, hoje, a agenda para terça-feira, anunciando que Donald Trump vai manter uma reunião com Petro Poroshenko, em que também participarão o vice-presidente e o assessor de Segurança Nacional, respetivamente, Mike Pence e H.R. McMaster.

O encontro, o primeiro entre os dois líderes, vai ter lugar numa altura de crescente tensão entre os Estados Unidos e a Rússia, encontrando-se em curso a investigação à alegada interferência de Moscovo nas presidenciais norte-americanas de 2016.

Durante a reunião, e segundo fontes ucranianas, Trump e Poroshenko vão falar sobre os Acordos de Minsk acerca da paz no leste da Ucrânia, bem como abordar a cooperação bilateral entre Kiev e Washington e a ajuda às reformas ucranianas por parte da administração liderada por Donald Trump.

Esta reunião acontece, também, a poucas semanas de Trump se reunir, pela primeira vez, com o Presidente da Rússia, Vladimir Putin, um encontro que deve ter lugar à margem da cimeira do G20, em Hamburgo (Alemanha), nos dias 07 e 08 de julho.

O secretário de Estado norte-americano, Rex Tillerson, afirmou na semana passada que Moscovo e Kiev podem alcançar pactos fora dos Acordos de Minsk, destinados a selar a paz, mas praticamente estancados desde a sua assinatura, em fevereiro de 2015.

Contudo, o Kremlin sempre se pronunciou contra o envolvimento aberto de Washington no processo, ao considerar que os Estados Unidos instigaram, em fevereiro de 2014, a deposição do então Presidente ucraniano, Viktor Ianukovich, provocando a sublevação pró-russa no leste da Ucrânia e a anexação da Crimeia por parte de Moscovo.

Lusa

  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28