Mundo

Investir nas creches para aumentar o potencial e reduzir desigualdades

Uma melhor educação na primeira infância aumenta as hipóteses das crianças desenvolverem todo o seu potencial, ao mesmo tempo que reduz as desigualdades sociais, revela um relatório da OCDE, sublinhando os grandes avanços nesta área que os países têm feito nos últimos anos.

Os serviços de educação das crianças mais pequenas - creches e jardins de infância - devem ter programas educativos articulados para melhorar as capacidades cognitivas, as competências sócio-emocionais e a aquisição de conhecimentos, nomeadamente nos meios mais desfavorecidos, diz a OCDE.

São estas estruturas que mais contribuem para a igualdade na aquisição de conhecimentos e para a melhoria da mobilidade social.

No âmbito dos resultados do PISA 2015, que avalia a literacia de jovens de 15 anos de todo o mundo nas áreas da Leitura, Matemática e Ciências, conclui-se que aqueles que tiveram acesso a uma educação pré-escolar tiveram melhores resultados.

A intervenção precoce favorece também a adoção de comportamentos sãos, por exemplo, as crianças com menos de três anos em 2005 inscritas no pré-escolar foram os jovens de 2015 com menor taxa de obesidade.

Aumento do investimento no pré-escolar

Em 2013, o investimento nestas estruturas representou, em média, 0,8% do PIB nos 35 países da OCDE.

Cerca de um terço das crianças com menos de três anos estavam inscritas na creche - com taxas entre os 10% na República Checa, México e Eslováquia até 50% nos países nórdicos (exceto Finlândia e Suécia), Bélgica, França, Luxemburgo e Holanda.

Entre 2005 e 2014, as taxas de inscrição aumentaram e ultrapassaram os 15%, como são os casos de Portugal, Áustria, Chile, Israel, Letónia, México, Polónia, Rússia e Eslovénia.

Integração numa única tutela

Mais de metade dos países da OCDE têm um sistema integrado no que respeita à tutela das creches e jardins de infância - geralmente o Ministério da Educação - com programas educativos articulados - como são exemplos Austrália, Áustria, Chile, Dinamarca, Estónia, Finlândia, Alemanha, Nova Zelândia, Suécia ou Inglaterra.

Outros, como Portugal, Bélgica, França, México ou Estados Unidos, têm dois sistema distintos, com as creches geralmente sob a tutela dos Assuntos Social e os jardins de infância sob a alçada da Educação.

A OCDE defende que o sistema integrado numa única tutela e os programas educativos desde a idade de um ano até ao fim do jardim de infância "são aqueles que têm melhores resultados", afirmou Eric Charbonnier, um dos autores do estudo em conferência de imprensa.

Depois de investir na rede de creches, é a vez de investir nos professores

A OCDE sublinha que a maioria dos governos dos países que a constituem aumentou o investimento na rede pré-escolar, pelo que agora é altura de investir nas condições dadas aos professores

  • "O Mal Entendido: as doenças a que chamamos cancro" - capítulo 4: Os maratonistas
    33:52
  • O verdadeiro alarme e ameaça à segurança interna está no roubo das pistolas
    0:50

    Assalto em Tancos

    O general Leonel de Carvalho associa o roubo em Tancos ao desaparecimento de 57 armas da PSP de Lisboa, em fevereiro do ano passado. O antigo secretário geral do Gabinete coordenador de Segurança considera ainda que o verdadeiro alarme e ameaça à segurança interna está no roubo dessas pistolas e não no alegado desaparecimento de algumas granadas e outro material explosivo de pouca capacidade.

  • "Aquilo parecia um filme de terror"
    1:40

    Crise no Sporting

    Jorge Jesus abordou os incidentes de Alcochete pela primeira vez. Em entrevista à Bola TV, o treinador português, agora no Al Hilal da Arábia Saudita, falou do medo que viveu naqueles momentos. Jorge Jesus disse também que não fecha a porta a nenhum clube em Portugal.

  • Benfica promete queixa-crime contra quem divulgou contratos de Castillo e Ferreyra
    1:26

    Desporto

    Um blog divulgou na internet os valores dos contratos de dois dos reforços do Benfica, Castillo e Ferreyra. O clube da Luz promete agir judicialmente contra quem divulgou estas informações. A SIC sabe que devido à gravidade dos factos a Liga de Clubes está a considerar suspender os funcionários da instituição até que este caso seja esclarecido.

  • Santana diz que a concorrência é livre
    0:52
  • Donald Trump envolvido em mais uma polémica
    1:49
  • 20 quilómetros até ao trabalho valeu um carro

    Mundo

    Quando o carro de Walter Carr deixou de funcionar um dia antes do primeiro dia de trabalho numa empresa de mudanças, ele não desistiu nem ligou a dizer que ia faltar. Saiu de casa à meia-noite e fez mais de 20 quilómetros a pé para chegar a horas. No final recebeu uma recompensa.

    SIC