sicnot

Perfil

Mundo

Amigo e ex-assessor de Trump vai testemunhar no Congresso sobre alegada ingerência russa

Carlos Barria/ Reuters

Um amigo e ex-conselheiro de campanha do Presidente norte-americano vai testemunhar, em julho, no Congresso dos Estados Unidos sobre a alegada ingerência russa nas presidenciais e eventuais ligações do Kremlin à equipa de Donald Trump. Roger Stone vai comparecer a 24 de julho diante do Comité dos Serviços de Inteligência do Senado, numa audição à porta fechada, de acordo com um comunicado do advogado de Stone.

Roger Stone tem vindo a colaborar com os membros do comité e do Senado que lhe solicitaram documentos da campanha presidencial de Trump, no âmbito das investigações à alegada ingerência russa nas presidenciais norte-americanas, indicou o advogado.Stone negou, por várias vezes, ter mantido contactos com os russos para tentar interferir no resultado das eleições de novembro em benefício de Donald Trump.

Um mês antes do escrutínio, John Podesta, então chefe da campanha presidencial da democrata Hillary Clinton, culpou a Rússia pela pirataria de que foi alvo a sua conta privada de correio eletrónico e considerou "razoável" acreditar que Stone sabia de antemão que o WikiLeaks ia divulgar essa informação, e recordou que o próprio Stone garantiu ter estado em contacto com o fundador do portal, Julian Assange.

Podesta também testemunhou à porta fechada diante do mesmo comité esta terça-feira. Depois do encontro, afirmou aos jornalistas estar feliz por cooperar, mas sem indicar que perguntas lhe foram feitas nem que respostas deu.

Lusa

  • O dia em que Marcelo apitou um jogo de futebol

    País

    Habituado a ajuizar os momentos de tensão entre Governo e oposição, Marcelo Rebelo de Sousa foi esta quarta-feira árbitro, literalmente. Tudo aconteceu num jogo de futebol entre crianças, durante a visita do Presidente da República a São Tomé e Príncipe.

  • Dia de homenagens e muito futebol para Marcelo em São Tomé
    3:01

    País

    No segundo dia da visita de Estado a São Tomé e Príncipe, o Presidente da República prestou homenagem às vítimas do massacre de Batepá, em 1953. Marcelo Rebelo de Sousa não pediu desculpa pela história, mas lembrou que é preciso assumir as coisas menos boas do passado. O dia terminou com o Presidente a mostrar que ainda está em forma.

    Enviados SIC

  • Débito direto: não deixe que lhe tirem centenas de euros da conta
    7:11
  • Mais de 300 mortos em bombardeamentos de Bashar a Ghouta
    3:08

    Mundo

    Nos últimos três dias morreram mais de 300 civis, incluindo crianças, em Ghouta Oriental, na Síria. Alemanha e França exigem uma trégua imediata para que sejam retirados os civis, e António Guterres pede um cessar fogo de um mês. Alertamos para a violência de algumas imagens.

  • Imprensa espanhola considera Rúben Semedo a pior contratação de sempre do Villarreal
    3:35

    Desporto

    Rúben Semedo vai esta quinta-feira ser ouvido por um juiz de instrução, que vai ditar as medidas de coação no caso em que o jogador é suspeito de roubo, agressões e posse ilegal de arma. O defesa português do Villarreal passa mais uma noite nas instalações da Guardia Civil, em Valência. Alguns media espanhóis chamam-lhe agora a pior contratação de sempre da história do clube.

    Enviados SIC

  • Patinadora enfrenta "pesadelo" nos Olímpicos

    Desporto

    A patinadora Gabriella Papadakis enfrentou na segunda-feira um dos "piores pesadelos" da sua vida, durante a estreia nos Jogos Olímpicos de Inverno, em Pyeongchang, na Coreia do Sul. Durante a apresentação, a parte de cima do vestido da francesa saiu do lugar e revelou parte do seu seio. Mas este não foi o único caso de incidentes com figurinos. Também a sul-coreana Yura Min quase ficou despida durante a sua apresentação.

    SIC

  • Novos protestos na Florida contra a lei das armas
    2:12
  • Pigcasso, a porca pintora que tem uma galeria de arte

    Mundo

    O nome sugere o talento da artista que vive na Cidade do Cabo, na África do Sul. Pigcasso estava prestes a morrer, quando foi resgatada por uma ativista que a ajudou a enveredar pelo caminho da pintura. Desde pequena começou a pegar em pincéis e agora é o primeiro animal do mundo com uma galeria de arte, onde já lançou a sua primeira exposição intitulada 'Oink!'.