sicnot

Perfil

Mundo

Tiroteio entre narcotraficantes no México faz pelo menos 14 mortos

Pelo menos 14 pessoas morreram num tiroteio entre cartéis de narcotraficantes no norte do México, depois de inicialmente se ter apontado para 26 mortos, afirmaram as autoridades do Estado de Chihuahua.

Felix Gonzalez, um dos porta-vozes das autoridades do Estado de Chihuahua, afirmou aos meios de comunicação locais que as autoridades receberam um relatório que inicialmente apontava para 26 mortos num tiroteio entre os membros do grupo La Linea e uma fação do cartel de Sinaloa.

Mais tarde, a televisão Milenio indicou que as autoridades tinham contabilizado 14 corpos e que número mais elevado de mortos incluía erradamente algumas elementos feridas.

Também esclareceu que era possível que o número de mortos pudesse aumentar, caso alguns dos feridos acabassem por morrer ou mesmo se outros corpos fossem localizados.

Um outro porta-voz, Eduardo Esparza, do Ministério Público, confirmou também 14 mortos, os quais foram rapidamente resgatados, mas admitiu que "pode haver mais".

Os cartéis mexicanos da droga são conhecidos por fazerem mortes nos confrontos entre eles, sendo que Felix Gonzalez explicou que "o tiroteio se deu ao início da manhã de hoje na cidade de Las Varas, a cerca de 300 quilómetros a noroeste da capital do Estado mexicano".

Os investigadores ainda estão no remoto local, numa região montanhosa conhecida pela produção de maconha (erva) e ópio.

Eduardo Esparza explicou também que os policiais e soldados foram atacados quando chegaram ao local e que três suspeitos foram detidos.
"Todos os mortos eram homens adultos e 20 espingardas foram encontradas", salientou.

Esparza explicou igualmente que os homens armados pertenciam a dois grupos de narco-traficantes, os quais eram presumivelmente os responsáveis pelo assassinato de dois policiais há dez dias.

O México vive atualmente o maior número de homicídios em pelo menos 20 anos, com os cartéis da droga a lutarem pelo controlo do território.

Lusa

  • Governo prepara projeto para suavizar transição para a reforma
    1:38

    Economia

    O Governo quer suavizar a transição do trabalho para a reforma. A ideia é que essa passagem seja feita gradualmente e não de um dia para o outro, o que pode ser mais traumático. O projeto prevê a possilidade de o trabalhador cumprir meio horário e acumular com meia pensão.

  • Primeiro discurso de Costa na ONU alinhado com o de Guterres

    País

    O primeiro-ministro, António Costa, proferirá hoje o seu primeiro discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas, devendo estar muito alinhado com a agenda política apresentada na terça-feira pelo secretário-geral da ONU, António Guterres, valorizando o multilateralismo.

  • Pelo menos 2 mortos em Guadalupe à passagem do furacão Maria

    Mundo

    A passagem na terça-feira do furacão Maria pelo arquipélago francês de Guadalupe, nas Caraíbas, provocou a morte de duas pessoas, indicou o governo. Em declarações à Rádio RCI, Eric Maire, delegado do governo, disse que um homem morreu devido à queda de uma árvore, e que outra pessoa foi encontrada morta junto ao mar.

  • Pistolas Nerf podem causar graves lesões nos olhos

    Mundo

    As balas das pistolas Nerf, quando atingem os olhos, podem causar graves lesões. O aviso é de um grupo de médicos de Londres, que recomenda a utilização de óculos protetores e o aumento da idade mínima para a utilização dos brinquedos.

    SIC

  • Investigadores descobrem como transformar gordura "má" em gordura "boa"

    Mundo

    Uma equipa de investigadores da Universidade de Washington, Estados Unidos, descobriu como converter a gordura corporal "má" em gordura "boa", permitindo queimar mais calorias e atrasar o aumento de peso, num estudo conduzido em ratos. Estes resultados abrem caminho para a possibilidade de desenvolver tratamentos mais eficazes para a obesidade e para a diabetes associada ao aumento de peso em pessoas, segundo os autores.