sicnot

Perfil

Mundo

Jovem italiano desaparecido há seis anos encontrado desorientado em Madrid

Um italiano que desapareceu de Palermo, em Itália, em 2011, foi encontrado pelas autoridades em Torrejón de Ardoz, na província de Madrid. Quando foi localizado, o homem, agora com 26 anos, estava descalço e desorientado. Entretanto, a identidade foi confirmada pela mãe, que adiantou ainda que o filho era autista.

De acordo com o El Mundo, Marcello Volpe foi encontrado desorientado e sem documentação a andar pela rua, acabando por tornar a tarefa de identificação complicada. Também a sua capacidade de comunicação dificultou a situação, uma vez que não fala e só consegue comunicar através de gestos.

A Polícia Nacional de Madrid começou a contactar as associações espanholas de pessoas desaparecidas e, depois de não conseguirem chegar a nenhuma conclusão, decidiu entrar em contacto com a Unidade Policial de Coordenação Internacional. Foi nesta altura que colocaram a hipótese de o homem encontrado ser Marcello Volpe.

Laura Zarcone foi localizada e contactada pelas autoridades espanholas e, no primeiro instante, não quis acreditar que poderia ser o seu filho.

A mulher recebeu várias fotografias, com as quais conseguiu comprovar, através de sinais de nascença, que aquele era mesmo o seu filho. Laura Zarcone viajou de Sicília até Madrid, onde Marcello Volpe reconheceu a mãe, que já não via há cerca de seis anos.

Desde 2011, os media italianos publicaram vários possíveis avistamentos do jovem, mas nunca foram confirmados. Em 2014, terá sido visto na região de Emília-Romana, a 80 quilómetros de Bolonha. Já em 2015, a família de Marcello Volpe voltou a sentir-se esperançada quando o jovem terá sido visto na zona universitária de Trento.

Até ao momento, as autoridades ainda não conseguiram descobrir o que se passou durante os anos em que esteve desaparecido, uma vez que Marcello Volpe não consegue falar e só comunica através de gestos e "frases incompreensíveis", segundo o jornal espanhol.

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.