sicnot

Perfil

Mundo

Jovem italiano desaparecido há seis anos encontrado desorientado em Madrid

Um italiano que desapareceu de Palermo, em Itália, em 2011, foi encontrado pelas autoridades em Torrejón de Ardoz, na província de Madrid. Quando foi localizado, o homem, agora com 26 anos, estava descalço e desorientado. Entretanto, a identidade foi confirmada pela mãe, que adiantou ainda que o filho era autista.

De acordo com o El Mundo, Marcello Volpe foi encontrado desorientado e sem documentação a andar pela rua, acabando por tornar a tarefa de identificação complicada. Também a sua capacidade de comunicação dificultou a situação, uma vez que não fala e só consegue comunicar através de gestos.

A Polícia Nacional de Madrid começou a contactar as associações espanholas de pessoas desaparecidas e, depois de não conseguirem chegar a nenhuma conclusão, decidiu entrar em contacto com a Unidade Policial de Coordenação Internacional. Foi nesta altura que colocaram a hipótese de o homem encontrado ser Marcello Volpe.

Laura Zarcone foi localizada e contactada pelas autoridades espanholas e, no primeiro instante, não quis acreditar que poderia ser o seu filho.

A mulher recebeu várias fotografias, com as quais conseguiu comprovar, através de sinais de nascença, que aquele era mesmo o seu filho. Laura Zarcone viajou de Sicília até Madrid, onde Marcello Volpe reconheceu a mãe, que já não via há cerca de seis anos.

Desde 2011, os media italianos publicaram vários possíveis avistamentos do jovem, mas nunca foram confirmados. Em 2014, terá sido visto na região de Emília-Romana, a 80 quilómetros de Bolonha. Já em 2015, a família de Marcello Volpe voltou a sentir-se esperançada quando o jovem terá sido visto na zona universitária de Trento.

Até ao momento, as autoridades ainda não conseguiram descobrir o que se passou durante os anos em que esteve desaparecido, uma vez que Marcello Volpe não consegue falar e só comunica através de gestos e "frases incompreensíveis", segundo o jornal espanhol.

  • Vaca algarvia em risco de extinção
    3:42

    País

    É uma corrida contra o tempo e o risco iminente de extinção. Numa altura em que são conhecidos apenas cinco exemplares da raça bovina algarvia, a inseminação artificial parece ser a única forma de evitar o desaparecimento completo de uma raça que foi desaparecendo com as mudanças na agricultura.