sicnot

Perfil

Mundo

ONU aprova tratado que proibe armas nucleares com oposição das três maiores potências

Carlos Barria

Os Estados Unidos da América, a França e o Reino Unido rejeitaram um tratado aprovado esta sexta-feira nas Nações Unidas que proíbe as armas nucleares.

Este tratado, advertem, "despreza claramente a realidade do ambiente da segurança internacional".

As três potências, que têm armas nucleares, avisam, num comunicado conjunto, que "não têm qualquer intenção de se juntarem aos países signatários deste tratado".

O tratado foi esta sexta-feira aprovado por 122 votes a favor, um contra (da Holanda, que é membro da NATO), tendo havido uma abstenção.

Os negociadores do tratado consideram que a sua aprovação constitui "uma conquista histórica", tendo havido aplausos no final da votação.

A votação favorável do tratado põe termo a três semanas de negociações em que participaram 141 países, apoiantes, caso da Áustria, Brasil, México, África do Sul e da Nova Zelândia.

Os Estados Unidos, Reino Unido e a França rejeitaram categoricamente a possibilidade de se juntarem posteriormente aos signatários do acordo.

Estes três países acreditam que o tratado não terá impacto na redução do stock global de armas nucleares que se estimam em 15.000.

O tratado será ratificado a partir de 20 de setembro deste ano e entrará em vigor logo seja assinado por 50 países.

Nenhum dos nove países que têm armas nucleares, (Estados Unidos, Rússia, Reino Unido, China, França, Índia, Paquistão, Coreia do Norte, Coreia do Sul e Israel), manifestaram-se favoráveis à aprovação deste tratado.

Lusa

  • UGT reivindica que salário mínimo ultrapasse os 600€
    0:26

    Economia

    O secretário-geral da UGT reivindica que até 2019 o salário mínimo nacional ultrapasse os 600 euros. Este sábado, num congresso distrital na Guarda, Carlos Silva considerou que o Governo tem condições para ir mais além e voltou a defender que para o próximo ano o patamar mínimo para a negociação deve ser os 585 euros.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Franceses em protesto contra reformas de Macron
    1:04
  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.

  • Tony Carreira em Paris com sala cheia
    2:36

    Cultura

    O cantor Tony Carreira actuou ontem em Paris e teve sala cheia a aplaudir os temas que o tornaram conhecido há quase 30 anos. As recentes acusações de plágio não parecem afectar a popularidade do artista, que vai continuar em tournée. A Sic acompanhou o artista neste concerto.