sicnot

Perfil

Mundo

Forças contraterroristas iraquianas libertam mulheres e crianças de Mossul

Alaa Al-Marjani

As forças de elite do serviço de contraterrosimo do Iraque libertaram este sábado um grupo de mulheres e crianças presas na cidade de Mossul.

De acordo com as autoridades, dezenas de militantes do Daesh foram abatidos.

As forças iraquianas acreditam estar cada vez mais próximas da libertação total de Mossul. Dois jornalistas foram mortos ontem pelos extremistas, numa aldeia a sul da cidade.

Durante os últimos meses, nos intensos confrontos, mais de 900 mil pessoas foram deslocadas e várias centenas perderam a vida.

  • Bombardeamentos aéreos em Mossul intensificam-se
    1:22

    Mundo

    A operação de reconquista de Mossul continua. Nos últimos dias, os bombardeamentos aéreos intensificaram-se e Bagdad continua a garantir que está quase a expulsar o Daesh da cidade. Por enquanto, ainda há dezenas de combatentes do Daesh em Mossul.

  • Dois jornalistas mortos pelo Daesh no norte do Iraque

    Mundo

    Dois jornalistas de uma estação de televisão iraquiana foram mortos pelo grupo extremista Daesh numa aldeia a sul de Mossul, na região norte do Iraque. A informação foi confirmada pelo canal onde trabalhavam os dois repórteres e por um porta-voz do Ministério do Interior iraquiano.

  • Curiosidades sobre o Mundial da Rússia
    3:08
  • Ronaldo no País dos Sovietes: Algumas curiosidades
    1:54
  • O choro intenso de Neymar explicado pelo próprio
    0:51
  • A queda aparatosa do selecionador do Brasil
    0:05
  • Dia de limpezas em Chaves após noite de chuva intensa e queda de granizo
    2:44
  • Athanasia, uma mulher sem medo das alturas
    0:35

    Mundo

    É grega, chama-se Athanasia Athineau, tem 29 anos e pertence à unidade de forças especiais da Grécia. O salto que podemos ver é de 10 mil pés, mas Athanasia faz também saltos de 30 mil. Neste caso, caíu a uma velocidade de 250 quilómetros por hora antes de abrir o pára-quedas.

  • Talheres de Hitler vendidos por 14 mil euros

    Mundo

    Um conjunto de duas facas, três colheres e três garfos de prata, que pertencia a Adolf Hitler, foi vendido em Dorset, Inglaterra, pelo valor de 12.500 libras (aproximadamente 14.200 euros). O serviço de talheres foi criado no âmbito das celebrações do 50.º aniversário do ditador nazi.

    SIC