sicnot

Perfil

Mundo

Trump classifica encontro com Putin de "formidável"

Carlos Barria

O Presidente norte-americano, Donald Trump, qualificou este sábado de "formidável" o primeiro encontro com o seu homólogo russo, Vladimir Putin, que decorreu na sexta-feira à margem da reunião do G20, na cidade alemã de Hamburgo.

"O encontro [com Putin] foi formidável", declarou Trump, no início de uma reunião com a primeira-ministra britânica Theresa May, com quem os Estados Unidos querem um acordo comercial forte "muito rapidamente".

Washington e Moscovo divulgaram versões contraditórias sobre a reunião dos dois líderes, com os norte-americanos a afiançarem que Trump afrontou a questão sensível da alegada interferência russa nas eleições para a Casa Branca.

Os russos garantiram que o presidente norte-americano "aceitou" as declarações de Putin, que negou quaisquer intromissões.Consensual entre as duas partes foi o acordo para um cessar-fogo, a partir de domingo, no sudoeste da Síria.

Quanto ao encontro desta manhã entre Trump e May, o presidente norte-americano assegurou que entre os dois países haverá "muito, muito rapidamente" um acordo "muito forte", a nível comercial.

Aos jornalistas, o líder norte-americano notou "não haver outros países que possam estar tão próximos" como os EUA e o Reino Unido

.Questionado sobre uma deslocação a Londres, Trump respondeu afirmativamente, mas sem avançar datas para uma viagem, que já levantou polémica entre alguns setores sociais britânicos.

Lusa

  • Encontro histórico termina com acordo entre a Rússia e os EUA
    1:54

    Mundo

    O primeiro encontro entre Donald Trump e Vladimir Putin aconteceu esta sexta-feira, em Hamburgo, à margem da cimeira do G20. Um acordo de cessar-fogo para o sudoeste da Síria é o primeiro resultado de duas horas de conversações. No encontro com os jornalistas, os líderes de Moscovo e Washington mostraram-se confiantes. 

  • Câmara mostra bastidores do G20
    2:13

    Mundo

    No último dia da Cimeira do G20 em Hamburgo é esperada uma declaração final onde é sublinhado o combate às alterações climáticas, apesar da contestação dos Estados Unidos. A Rússia veio já garantir que Donald Trump aceitou a garantia de Vladimir Putin de que Moscovo não interferiu nas eleições norte-americanas.

  • "Se estivesse a governar estaria preocupado com o futuro e não só com o presente"
    7:46
  • PS e PSD trocam acusações sobre Tancos
    1:18
  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • Marcelo mergulha na baía de Luanda
    0:45
  • Défice chegou aos 2.034 milhões em agosto
    1:51

    Economia

    O défice do Estado caiu 1.900 milhões de euros até agosto, em comparação com o ano passado. A recuperação da economia ajudou a baixar o défice, com mais receitas e impostos acima do esperado. Já a despesa pública ficou praticamente inalterada e os pagamentos do Estado em atraso subiram.

  • EUA negam ter declarado guerra à Coreia do Norte

    Mundo

    Os Estados Unidos negaram esta segunda-feira ter declarado guerra à Coreia do Norte e frisaram que Pyongyang não pode disparar contra os seus aviões em águas internacionais, em resposta a uma ameaça do ministro dos Negócios Estrangeiros norte-coreano.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.