sicnot

Perfil

Mundo

Vários feridos em concentração dispersada pela polícia em Marrocos

Rafael Marchante

Várias pessoas ficaram feridas e tiveram de ser hospitalizadas quando participavam em Rabat numa manifestação de solidariedade para com os ativistas do Rif, norte de Marrocos, que foi dispersada violentamente pela polícia.

De acordo com a Agência Efe, presente no local, as várias dezenas de manifestantes juntaram-se em frente do Parlamento, onde se concentrou um grande dispositivo policial, superior em número aos manifestantes e fortemente equipado com armas antimotim.

Ainda os manifestantes (convocados por grupos de esquerda) nem tinham começado a concentração já a polícia carregava sobre eles, deixando vários feridos, disse Jadiya Riyadi, dirigente da Associação Marroquina dos Direitos Humanos.

Os feridos tiveram de ser transportados em várias ambulâncias para o hospital, enquanto no local a polícia impedia qualquer tentativa de concentração.Na sexta-feira uma também manifestação de solidariedade para com o Rif realizou-se em Casablanca sem problemas.

Os protestos do Rif, que têm tido um caráter essencialmente social e pacífico, despertaram uma onda de solidariedade em todo o país, com manifestações que juntam grupos de esquerda e por vezes islamitas do grupo Justiça e Caridade.

Cerca de 200 ativistas do Rif foram detidos desde que o movimento de contestação começou, há mais de oito meses, exigindo melhores condições de vida.

O movimento começou depois de um pescador ter morrido esmagado num camião do lixo quando tentava recuperar mercadoria que lhe fora confiscada pela polícia.

Além de melhores condições de vida as pessoas exigem o fim de discriminação de que dizem ser alvo.

Lusa

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15