Mundo

Coreia do Sul adquire submarino mais sofisticado para responder ao Norte

Reuters Staff

A Coreia do Sul adquiriu o submarino mais avançado, até à data, para responder à superioridade norte-coreana debaixo de água, informou hoje a agência de contratos de Defesa do país.

A marinha sul-coreana celebrou a entrega do submarino "Yu Gwan-sun", de 1.800 toneladas, nos estaleiros de Daewoo Shipbuilding & Marine Engineering, na ilha de Geoje, perto de Busan, segundo um comunicado da Administração do Programa de Aquisição de Defesa (DAPA).

O submarino, batizado com o nome de uma líder independentista do início do século, é o sexto e o mais sofisticado na classe "Chang Bogo-II", estreada em 2008.

A marinha prevê utilizá-lo em dezembro, após completar a formação da futura tripulação.

Um representante da DAPA destacou, no mesmo comunicado, que o "Yu Gwan-sun", de propulsão diesel, é capaz de "gerir mais de 300 objetivos em simultâneo".

Equipado com uma célula de combustível, "é capaz de realizar operações debaixo de água durante dez dias ou mais sem ter de vir à superfície", acrescentou.

O modelo, baseado no Tipo 209 alemão, foi vendido também pela Coreia do Sul à marinha da Indonésia.

Espera-se que este novo submarino contribua para contrariar a inferioridade da Coreia do Sul debaixo de água relativamente ao vizinho do Norte, que se acredita que tenha uma frota de, pelo menos, 80 submarinos.

Os dois países estão tecnicamente em guerra, já que o conflito de 1950-1953 não terminou com um tratado de paz, mas com um cessar-fogo.

Lusa

  • "O Mal Entendido: as doenças a que chamamos cancro" - capítulo 4: Os maratonistas
    33:52
  • O verdadeiro alarme e ameaça à segurança interna está no roubo das pistolas
    0:50

    Assalto em Tancos

    O general Leonel de Carvalho associa o roubo em Tancos ao desaparecimento de 57 armas da PSP de Lisboa, em fevereiro do ano passado. O antigo secretário geral do Gabinete coordenador de Segurança considera ainda que o verdadeiro alarme e ameaça à segurança interna está no roubo dessas pistolas e não no alegado desaparecimento de algumas granadas e outro material explosivo de pouca capacidade.

  • "Aquilo parecia um filme de terror"
    1:40

    Crise no Sporting

    Jorge Jesus abordou os incidentes de Alcochete pela primeira vez. Em entrevista à Bola TV, o treinador português, agora no Al Hilal da Arábia Saudita, falou do medo que viveu naqueles momentos. Jorge Jesus disse também que não fecha a porta a nenhum clube em Portugal.

  • Benfica promete queixa-crime contra quem divulgou contratos de Castillo e Ferreyra
    1:26

    Desporto

    Um blog divulgou na internet os valores dos contratos de dois dos reforços do Benfica, Castillo e Ferreyra. O clube da Luz promete agir judicialmente contra quem divulgou estas informações. A SIC sabe que devido à gravidade dos factos a Liga de Clubes está a considerar suspender os funcionários da instituição até que este caso seja esclarecido.

  • Santana diz que a concorrência é livre
    0:52
  • Donald Trump envolvido em mais uma polémica
    1:49
  • 20 quilómetros até ao trabalho valeu um carro

    Mundo

    Quando o carro de Walter Carr deixou de funcionar um dia antes do primeiro dia de trabalho numa empresa de mudanças, ele não desistiu nem ligou a dizer que ia faltar. Saiu de casa à meia-noite e fez mais de 20 quilómetros a pé para chegar a horas. No final recebeu uma recompensa.

    SIC