sicnot

Perfil

Mundo

Green Day rejeitam críticas após morte de acrobata

Greg Allen

Os Green Day emitiram um comunicado, no qual explicam porque tocaram na sexta-feira num festival em Madrid, após a morte de um acrobata que atuava antes do grupo norte-americano. A banda foi alvo de duras críticas, mas o vocalista Billie Joe Armstrong garante que o grupo não teria atuado se tivesse sido informado do incidente.

"Nós estávamos nos bastidores, a meia milha do palco principal do festival. Estávamos a aquecer para entrar às 23h25 horas. 15 minutos antes do início, o nosso agente da digressão disse-nos que as autoridades locais pediram para esperar devido a um problema de segurança. Não nos disseram por que razão", justifica a banda no comunicado.

Os Green Day atuaram na passada sexta-feira no festival Mad Cool, em Madrid, Espanha.

Antes da atuação da banda norte-americana, um acrobata que atuava entre concertos, Pedro Aunión Monroy, caiu durante a performance e acabou por morrer.

Pedro Aunión Monroy era bailarino, trapezista, diretor artístico e uma das figuras mais conceituadas na dança acrobática em Espanha e morreu entre as atuações dos grupos Alt-J e Green Day.

Os Green Day foram alvo de duras críticas por terem atuado após o incidente, mas a banda garante que só foi informada no final da atuação.

"Isto nunca aconteceu nos 30 anos que o Green Day passaram a atuar ao vivo. Se soubéssemos, provavelmente não teríamos tocado. Não somos pessoas sem coração. A segurança e bem-estar nos nossos concertos vêm em primeiro. O que aconteceu ao Pedro é impensável", lamentou a banda.

Instagram

Após o comunicado, a banda enviou condolências à família e amigos do acrobata através da rede social Twitter.

O jornal espanhol El Mundo avançou o bailarino estava suspenso dentro de um cubo, a dezenas de metros de altura, e que o incidente pode ter ocorrido devido a um problema na troca das cordas de segurança.

  • Buscas no Benfica, P. Ferreira, V. Setúbal e Desportivo das Aves

    Desporto

    A Polícia Judiciária do Porto está a fazer buscas à SAD do Benfica, no Estádio da Luz, e ainda ao Paços de Ferreira, Desportivo das Aves e Vitória de Setúbal. Em causa estão alegados crimes de corrupção desportiva e fraude fiscal. O clube da Luz já reagiu em comunicado.

    Em atualização

  • Sousa Cintra e Comissão de Gestão analisam futuro do Sporting
    2:37

    Crise no Sporting

    Sousa Cintra reuniu-se hoje com a Comissão de Gestão para analisar o que fazer no Sporting, depois da tomada de posição de Bruno de Carvalho. O presidente que foi destituído do cargo na Assembleia Geral de sábado, depois de dizer que se ia afastar, deixou depois a garantia de que vai impugnar a reunião magna do clube e vai a eleições.

  • Gato reencontra dono 10 anos depois de ter desaparecido

    Mundo

    A Blue Cross recolheu no mês passado um gato que tinha sido dado como desaparecido em 2008, num altura em que o dono Mark Salisbury residia em Ipswich, Suffolk, no Reino Unido. Graças ao microchip de Harry, a associação britânica que se dedica à proteção animal, conseguiu localizar Salisbury, que agora vive em Gloucestershire.

  • "É a primeira vez que vai ser testado o programa do Nuno Crato"
    0:57

    País

    Os alunos do 11º e 12º anos de escolaridade fazem hoje o exame de matemática, uma das provas mais importantes no acesso à universidade e para a conclusão do ensino obrigatório. No final do secundário, são quase 50 mil os alunos que hoje fazem a prova que acarreta algumas alterações instituídas ainda pelo ex-ministro Nuno Crato, como explicou à SIC Notícias o diretor do Liceu Camões, em Lisboa.

  • "Isto é a demagogia à solta"
    0:45

    Opinião

    Quem o diz é Luís Marques Mendes a propósito da aprovação esta semana da lei do CDS-PP que elimina o adicional do imposto sobre os combustíveis. O comentador da SIC critica a oposição por ter levado a votação uma lei inconstitucional e acusa ainda os parceiros de Governo de deslealdade. 

    Luís Marques Mendes