sicnot

Perfil

Mundo

Green Day rejeitam críticas após morte de acrobata

Greg Allen

Os Green Day emitiram um comunicado, no qual explicam porque tocaram na sexta-feira num festival em Madrid, após a morte de um acrobata que atuava antes do grupo norte-americano. A banda foi alvo de duras críticas, mas o vocalista Billie Joe Armstrong garante que o grupo não teria atuado se tivesse sido informado do incidente.

"Nós estávamos nos bastidores, a meia milha do palco principal do festival. Estávamos a aquecer para entrar às 23h25 horas. 15 minutos antes do início, o nosso agente da digressão disse-nos que as autoridades locais pediram para esperar devido a um problema de segurança. Não nos disseram por que razão", justifica a banda no comunicado.

Os Green Day atuaram na passada sexta-feira no festival Mad Cool, em Madrid, Espanha.

Antes da atuação da banda norte-americana, um acrobata que atuava entre concertos, Pedro Aunión Monroy, caiu durante a performance e acabou por morrer.

Pedro Aunión Monroy era bailarino, trapezista, diretor artístico e uma das figuras mais conceituadas na dança acrobática em Espanha e morreu entre as atuações dos grupos Alt-J e Green Day.

Os Green Day foram alvo de duras críticas por terem atuado após o incidente, mas a banda garante que só foi informada no final da atuação.

"Isto nunca aconteceu nos 30 anos que o Green Day passaram a atuar ao vivo. Se soubéssemos, provavelmente não teríamos tocado. Não somos pessoas sem coração. A segurança e bem-estar nos nossos concertos vêm em primeiro. O que aconteceu ao Pedro é impensável", lamentou a banda.

Instagram

Após o comunicado, a banda enviou condolências à família e amigos do acrobata através da rede social Twitter.

O jornal espanhol El Mundo avançou o bailarino estava suspenso dentro de um cubo, a dezenas de metros de altura, e que o incidente pode ter ocorrido devido a um problema na troca das cordas de segurança.

  • SIC faz-se à estrada para ouvir eleitores
    2:13
  • Furacão Maria ameaça Ilhas Virgens e Porto Rico

    Mundo

    O furacão Maria "potencialmente catastrófico" está a ameaçar as Ilhas Virgens e o Porto Rico, depois de esta terça-feira ter semeado a destruição na Dominica e provocado um morto e dois desaparecidos na ilha francesa de Guadalupe.

  • Pistolas Nerf podem causar graves lesões nos olhos

    Mundo

    As balas das pistolas Nerf, quando atingem os olhos, podem causar graves lesões. O aviso é de um grupo de médicos de Londres, que recomenda a utilização de óculos protetores e o aumento da idade mínima para a utilização dos brinquedos.

    SIC

  • Investigadores descobrem como transformar gordura "má" em gordura "boa"

    Mundo

    Uma equipa de investigadores da Universidade de Washington, Estados Unidos, descobriu como converter a gordura corporal "má" em gordura "boa", permitindo queimar mais calorias e atrasar o aumento de peso, num estudo conduzido em ratos. Estes resultados abrem caminho para a possibilidade de desenvolver tratamentos mais eficazes para a obesidade e para a diabetes associada ao aumento de peso em pessoas, segundo os autores.

  • Escola na Croácia usa imagem de Melania Trump para chamar alunos

    Mundo

    "Imagine até onde pode ir com um pouco de inglês", foi com estas palavras que uma escola de inglês da Croácia decidiu promover as suas aulas, juntando ainda a fotografia de Melania Trump ao placard do anúncio. Agora, a primeira-dama norte-americana ameaça levar o Instituo Americki a tribunal. Entretanto, o placard já foi retirado do local.

    SIC