sicnot

Perfil

Mundo

Sonda Juno sobrevoou zona vermelha de Júpiter

Desenho da sonda Juno a aproximar-se de Júpiter.

NASA/JPL-Caltech

A sonda norte-americana Juno sobrevoou diretamente a Grande Mancha Vermelha de Júpiter, um gigantesco turbilhão com 16 mil quilómetros de diâmetro que intriga os astrónomos há mais de três séculos, confirmou esta terça-feira a NASA.

"O último sobrevoo de Júpiter pela Juno terminou", indicou a agência espacial norte-americana, através da rede social Twitter.

Juno passou na vertical sobre a Grande Mancha a uma distância de nove mil quilómetros, pouco depois da 01:55 TMG (02:15 de Lisboa) desta terça-feira.

As primeiras imagens brutas da Grande Mancha vermelha vão ser divulgadas nos próximos dias, ainda segundo a NASA.

"Durante gerações, em todo o mundo, os homens maravilharam-se ao observar a Grande Mancha vermelha", declarou o responsável científico da missão, Scott Bolton, do Instituto de Investigação do Sudoeste, em San Antonio, no Estado do Texas.

"Agora, vamos poder finalmente escrutinar este anticiclone de mais perto", congratulou-se.

"Esta gigantesca tempestade abate-se sobre Júpiter desde há séculos, mas agora a Juno e os seus instrumentos, capazes de penetrar as espessas camadas de nuvens, vão poder determinar pela primeira vez a profundidade do anticiclone e ajudar-nos a compreender a dinâmica desta tempestade gigante e o que a torna um fenómeno tão particular", dissera anteriormente.

Lançada em 5 de agosto de 2011, do Cabo Canaveral, no Estado da Florida, a Juno entrou em órbita em torno de Júpiter em 4 de julho de 2016.

A Juno, uma missão com custo orçamentado de 1,1 mil milhões de dólares (960 milhões de euros), deve permanecer uma vintena de meses em torno do maior planeta do sistema solar, sobre o qual deve fazer 37 sobrevoos, na sua maioria a uma distância entre 10 mil e 4.667 quilómetros acima das nuvens.

Os sobrevoos da Juno são muito mais próximos do que o precedente recorde de 43 mil quilómetros, estabelecido pela sonda norte-americana Pioneer 11, em 1974.

A sonda detetou gigantescas tempestades nos polos de Júpiter e efetuou observações inéditas sobre a atmosfera e o interior do planeta gasoso.

Júpiter aparece como "um mundo complexo, gigantesco e turbulento", muito diferente do que os cientistas imaginavam, explicou a NASA ao comentar dois dos primeiros estudos efetuados com os dados transmitidos pela Juno e publicadas em 25 de maio último na revista científica norte-americana Science.

Lusa

  • Júpiter é "genuinamente complicado"

    Mundo

    O coordenador científico do programa da NASA que está a levar a primeira sonda espacial, a Juno, abaixo das nuvens de Júpiter Jared Espley confessou esta quinta-feira que aquele planeta é "genuinamente complicado".

  • Juno em Júpiter
    2:39

    Mundo

    Já lhe chamam a missão não tripulada mais difícil de sempre. A sonda Juno chegou a Júpiter, está em orbita do maior planeta do sistema. A sonda americana viajou 5 anos e a fase final de aproximação foi perfeita. A NASA tem programas interactivos para que posso acompanhar esta e outras missões.

  • Sonda Juno entra com sucesso na órbita de Júpiter
    0:57

    Mundo

    A NASA celebra o sucesso de mais uma missão. A sonda Juno entrou hoje na órbita de Júpiter. A nave não tripulada cumpriu o objetivo, esta madrugada, cinco anos depois de ter iniciado a viagem. A manobra era considerada arriscada.

  • Cinco mil trabalhadores da PT manifestaram-se em Lisboa
    3:55

    Economia

    Perto de cinco mil trabalhadores da PT manifestaram-se esta sexta-feira, em Lisboa. Os números são avançados pelos sindicatos. Os trabalhadores contestam a transferência de funcionários para empresas parceiras da Altice e outras empresas do grupo, sem as mesmas garantias e direitos. A Altice garante que as transferências são legais mas alguns funcionários já levaram o caso a tribunal.

  • Uma viagem aérea pela Lagoa Negra
    1:02
  • Videovigilância regista impacto de sismo na Grécia

    Mundo

    Um sismo de magnitude 6.7 atingiu na quinta-feira o mar Egeu e causou pelo menos dois mortos e mais de 200 feridos. O momento e o impacto causado pelo abalo foram registados através de uma câmara de videovigilância de um café, na ilha grega de Kos, um dos locais mais afetados.

  • Músico indiano toca guitarra durante cirurgia ao cérebro

    Mundo

    Abhishek Prasad foi submetido a uma cirurgia ao cérebro esta quinta-feira, num hospital na cidade indiana de Bangalore, após anos e anos a sofrer de dolorosos espasmos nas mãos. O insólito do caso foi que o músico indiano teve de tocar guitarra para ajudar os médicos durante a intervenção cirúrgica.