sicnot

Perfil

Mundo

Trump defende o filho mais velho, "aberto, transparente e inocente"

Mike Segar / Reuters

O Presidente norte-americano, Donald Trump, defendeu hoje o filho mais velho, criticado por ter tentado obter da Rússia informações prejudiciais à candidata democrata Hillary Clinton.

"O meu filho Donald fez um bom trabalho ontem à noite. Foi aberto, transparente e inocente. Esta é a maior caça às bruxas na história política. Lamentável!", escreveu o Presidente hoje de manhã no Twitter, quebrando um silêncio de vários dias sobre o encontro de Donald Trump Júnior com uma advogada russa que terá prometido informações prejudiciais sobre Clinton.

Trump Jr. divulgou na terça-feira a série de mensagens de correio eletrónico trocadas com Rob Goldstone para combinar o encontro com Natalia Veselnitskaya em junho de 2016, durante a campanha presidencial.

Os e-mails mostram que Goldstone disse a Trump Jr. que o Governo russo tinha informações que podiam "incriminar" Clinton e que isso se inseria no "apoio da Rússia e do seu Governo ao senhor Trump".

À noite, Trump Jr. assegurou numa entrevista que nunca falou ao pai do seu encontro com a advogada.

"Não. Não se passou nada. Não havia nada a dizer", declarou Trump Jr. à Fox News.