sicnot

Perfil

Mundo

Voluntário morre após salvar baleia no Canadá

Joe Howlett morreu na segunda-feira ao salvar uma baleia que estava presa em redes de pesca. O pescador canadiano salvou mais de 20 baleias nos últimos 15 anos.

O voluntário canadiano dedicava-se a salvar baleias em vias de extinção na costa leste do Canadá.

Joe Howlett libertou uma baleia que estava presa em redes de pesca e momentos depois, foi brutalmente atingido pelo animal, de acordo com o jornal The Guardian.

O pescador da ilha de Campobello Island, New Brunswick, no Canadá, acabou por não resistir aos ferimentos.

"Eles tinham a baleia totalmente desembaraçada e depois, qualquer coisa estranha aconteceu e a baleia deu um enorme salto", contou Mackie Green, membro da equipa de resgate Campobello Whalede, ao The Guardian.

O Fundo Internacional para o Bem-Estar Animal (IFAW - International Fund for Animal Welfare) publicou um vídeo de Joe Howlett a resgatar uma baleia em 2016.

"Joe vai ser lembrado como um homem com grande sentido de humor e com um grande sorriso", garantiu a organização.

O Fundo Internacional para o Bem-Estar Animal lamentou a morte do pescador canadiado na rede social Twitter.

O voluntário Joe Howlett salvou 24 baleias nos últimos 15 anos.

"O Joe definitivamente não quer que paremos por causa deste acontecimento", disse o colega Mackie Green ao relembrar o espírito lutador do voluntário, com quem trabalhava desde 2002.

  • Presidente da IPSS "O Sonho" garante que vai demitir-se
    0:57

    País

    A PJ de Setúbal fez esta sexta-feira buscas em três instituições de solidariedade social e em casas particulares ligadas à IPSS "O Sonho", por suspeitas de peculato de uso, fraude na obtenção de subsídios e falsificação de documentos. O presidente da associação nega as suspeitas e diz que está de "consciência tranquila". Florival Cardoso, que é o principal visado na investigação, fala sobre uma "caça às bruxas" e garante que vai demitir-se, porque considera que está a ser cometida uma "enorme injustiça".

  • "Situação humanitária dos civis em Ghouta é aterradora"
    0:49

    Mundo

    O enviado especial da ONU para a Síria lançou esta sexta-feira um novo apelo a um cessar-fogo. O responsável está particularmente preocupado com a situação da população civil e diz que é preciso evitar que se repita em Ghouta o que se passou em Alepo.

  • Instantes de uma noite de futebol europeu
    0:41
  • Não dá mais, Brasil!
    18:00