sicnot

Perfil

Mundo

António Guterres lamenta morte do Nobel da Paz

Kin Cheung

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, lamentou esta quinta-feira a morte do ativista chinês Liu Xiaobo, prémio Nobel da Paz, que morreu vitima de cancro no hospital, sob custódia, depois de quase nove anos numa prisão na China.

Guterres está "profundamente triste" com a morte de Liu e "apresentou as suas condolências à família e amigos", disse o seu porta-voz numa conferência de imprensa. Ao contrário de outros líderes, o secretário-geral da ONU evitou fazer apelos ao governo chinês sobre a situação da viúva do ativista, Liu Xiaobo, que está sob prisão domiciliar.

"Nós não temos mais nada a dizer no momento", disse Stéphane Dujarric face a questões colocadas sobre este respeito.

Aos 61 anos, Liu Xiaobo morreu hoje vítima de cancro do fígado num hospital de Shenyang, nordeste da China, onde estava desde 26 de junho, depois de ter passado mais de oito anos preso por "subversão".

Lusa

  • "Se estivesse a governar estaria preocupado com o futuro e não só com o presente"
    7:46
  • PS e PSD trocam acusações sobre Tancos
    1:18
  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • Marcelo mergulha na baía de Luanda
    0:45
  • Défice chegou aos 2.034 milhões em agosto
    1:51

    Economia

    O défice do Estado caiu 1.900 milhões de euros até agosto, em comparação com o ano passado. A recuperação da economia ajudou a baixar o défice, com mais receitas e impostos acima do esperado. Já a despesa pública ficou praticamente inalterada e os pagamentos do Estado em atraso subiram.

  • EUA negam ter declarado guerra à Coreia do Norte

    Mundo

    Os Estados Unidos negaram esta segunda-feira ter declarado guerra à Coreia do Norte e frisaram que Pyongyang não pode disparar contra os seus aviões em águas internacionais, em resposta a uma ameaça do ministro dos Negócios Estrangeiros norte-coreano.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.