sicnot

Perfil

Mundo

Macron afirma que "nada separará nunca" a França e os EUA

Charles Platiau

O Presidente francês, Emmanuel Macron, afirmou, hoje, que "nada separará nunca" a França e os Estados Unidos, depois de agradecer o apoio norte-americano na Primeira Grande Guerra, no tradicional desfile militar do dia da Bastilha.

França encontrou na sua história "aliados seguros, amigos que vieram em nossa ajuda" e "os Estados Unidos da América são desses", por isso "nada separará nunca" os dois países, disse Macron no discurso que pronunciou na tribuna oficial.

Macron falava ao lado do Presidente norte-americano, Donald Trump, convidado a assistir ao desfile do Dia Nacional de França, por ocasião do 100.º aniversário da entrada dos EUA na I Guerra Mundial.

"A presença, hoje, ao meu lado, de Donald Trump e da sua mulher é sinal de uma amizade que atravessa o tempo", afirmou.

Lusa

  • Trump e Merkel em Paris no dia da Bastilha
    1:53

    Mundo

    O Presidente dos EUA, Donald Trump e a Chanceler alemã, Angela Merkel, estão ambos em Paris, para participar nas comemorações do 14 de julho, a data que assinala a tomada da Bastilha, em 1789.Durante a manhã, a Primeira-dama dos Estados Unidos, Melania Trump, visitou um hospital pediátrico da capital francesa, enquanto a chanceler alemã encontrou-se com o Presidente Emmanuel Macron, numa mini-cimeira que acontece na véspera do 1º aniversário do atentado em Nice, que matou 86 pessoas. Em Paris, a segurança voltou a ser reforçada, com mais de 10.000 polícias nas ruas.

  • Trump elogia "boa forma" da mulher de Macron
    0:17

    Mundo

    Donald Trump chegou esta quinta-feira a Paris para um encontro com o homólogo Emmanuel Macron. Contudo, não foi a visita em si que deu que falar, mas sim os elogios que o Presidente norte-americano dirigiu a Brigitte Macron. "Estás em muito boa forma", foram as palavras usadas por Trump.

  • Famílias das vítimas de Pedrógão criam associação para apurar responsabilidades
    2:13
  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15