sicnot

Perfil

Mundo

Presidente turco ameaça "arrancar as cabeças" dos golpistas

Presidente turco ameaça "arrancar as cabeças" dos golpistas

O Presidente da Turquia ameaçou este sábado fazer regressar a pena de morte para "arrancar a cabeça" aos promotores do golpe militar falhado de há um ano, pelo qual culpa o religioso Fetullah Gülen, exilado nos Estados Unidos da América.

"Antes de mais, vamos arrancar a cabeça desses traidores", afirmou Recep Tayyip Erdogan, que discursava perante uma multidão de dezenas de milhares de pessoas que se concentrou em Istambul para assinalar o aniversário da tentativa de golpe.

Gülen, que nega tudo, é acusado de orquestrar o golpe, que provocou confrontos em que morreram 250 pessoas e ficaram feridas mais de duas mil que resistiam aos sublevados, entre os quais também houve 35 baixas.

No local da manifestação, a Ponte dos Mártires de 15 de Julho, Erdogan afirmou que "não foi o primeiro e não será o último" golpe na Turquia e alertou que grupos terroristas vão atentar contra o país.

Por isso, afirmou que aprovaria o regresso da pena de morte ao país se o parlamento fizer uma lei para isso.

Erdogan relacionou os seguidores de Gülen com os curdos do PKK e o grupo terrorista Daesh, afirmando que servem uma causa comum.

Para os milhares de alegados golpistas feitos prisioneiros após o falhanço do golpe, defendeu que usem uniformes iguais "como em Guantanamo", aludindo à prisão militar em Cuba para onde os Estados Unidos levaram os detidos acusados de terrorismo.

Com Lusa

  • Governo prepara projeto para suavizar transição para a reforma
    1:38

    Economia

    O Governo quer suavizar a transição do trabalho para a reforma. A ideia é que essa passagem seja feita gradualmente e não de um dia para o outro, o que pode ser mais traumático. O projeto prevê a possilidade de o trabalhador cumprir meio horário e acumular com meia pensão.

  • Portugal pode perder parte dos fundos comunitários
    2:21

    Economia

    Portugal arrisca-se a perder parte dos fundos comunitários atribuídos ao país, se não acelerar a execução dos programas que têm comparticipação de Bruxelas. A notícia é avançada pelo jornal Público, que revela que o país ainda está longe de cumprir as metas mínimas. O Executivo desdramatiza e acredita que serão cumpridas até ao final do ano. O Governo diz mesmo que Portugal deverá ser um dos países com melhores taxas de execução.

  • Proteína tóxica que se acumula no cérebro pode ser uma das causas do Alzheimer
    2:33

    País

    Uma proteína tóxica que se acumula no cérebro pode ser uma das causadoras do Alzheimer. A revelação, feita pelo prémio Nobel da Medicina de 2014, será discutida no terceiro dia da cimeira mundial sobre doenças neurodegenerativas na Fundação Champalimaud, em Lisboa. A partir de hoje, serão apresentadas novidade nas investigações científicas sobre a epidemia silenciosa, que atinge 50 milhões de pessoas em todo o mundo.

  • Primeiro discurso de Costa na ONU alinhado com o de Guterres

    País

    O primeiro-ministro, António Costa, proferirá hoje o seu primeiro discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas, devendo estar muito alinhado com a agenda política apresentada na terça-feira pelo secretário-geral da ONU, António Guterres, valorizando o multilateralismo.