sicnot

Perfil

Mundo

Jovem saudita gera revolta no país após publicar vídeo a usar minissaia

Khaled Abdullah

Uma jovem da Arábia Saudita colocou no fim de semana um video seu a andar de minissaia e de camisola curta no centro histório da cidade de Ushaiager, causando uma enorme discussão nas redes sociais.

De acordo com o relato feito pela agência de notícias AP, o video foi colocado na rede social Snapchat, com alguns compatriotas a defenderem a prisão da jovem e outros a defenderem-na.

Os meios de comunicação social ligados ao Estado noticiaram esta segunda-feira que as autoridades deste país muçulmano, profundamente conservador, estão a estudar a possibilidade de levarem a cabo ações judiciais contra esta jovem que violou a lei sobre a roupa que as mulheres podem usar em público.

As mulheres na Arábia Saudita têm de usar em público as ayalas, uma espécie de vestido que cobrem todo o corpo da mulher, incluindo a cara e o cabelo, que têm também de ser cobertos com um véu negro.

O vídeo mostra a mulher a andar no centro histórico e vazio da cidade de Ushaiager, uma aldeia a norte da capital, na região do deserto de Najd, onde vivem algumas das famílias e tribos mais conservadoras.

As redes sociais foram o veículo usado para apoiar ou recriminar a jovem, havendo mensagens de ambos os lados, nomeadamente no Twitter e no Facebook, duas das redes sociais mais usadas no país para exprimir a opinião e descarregar as frustrações, segundo escreve a AFP.

Lusa

  • Alemães protestam contra a Extrema-Direita
    0:39
  • Incêndio urbano em Coimbra deixa cinco pessoas desalojadas

    País

    Um incêndio numa habitação na cidade de Coimbra deixou este domingo cinco pessoas desalojadas, disse à agência Lusa fonte dos Bombeiros Sapadores. Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Coimbra adiantou que o fogo destruiu uma parte substancial de um edifício de três andares em frente à sede da Associação Académica de Coimbra, na rua Padre António Vieira.