sicnot

Perfil

Mundo

Mulher arrastada por carruagem no metro de Roma

@corriere

Uma mulher ficou presa no final da última carruagem no metro de Roma, em Itália, quando as portas da carruagem se fecharam e foi arrastada até à entrada do túnel. O caso aconteceu na passada quarta-feira e desde então gerou um debate em volta da segurança daquele transporte público.

Natalya Garcovich entrou na carruagem, mas desistiu e tentou sair. Quando o fez, as portas fecharam-se e entalaram a passageira que foi arrastada até ao fim da plataforma.

A bielorrussa de 43 anos ficou gravemente ferida, após ter batido com força na parede do túnel.

Natalya Garcovich foi transportada para o hospital General Tor Vergata e encontra-se nos cuidados intensivos.

Várias gravações do momento do incidente mostram que o maquinista estava a comer enquanto os passageiros entravam e quando iniciou a marcha.

A empresa que gere o metro de Roma decidiu suspender o maquinista Gianluca Tonelli, que garante que cumpriu o protocolo.

"Eu sei que o que fiz foi errado e estou destroçado pelo que aconteceu à mulher", disse o maquinista ao Corriere della Sera.

"Nas imagens é possível verificar que olhei duas vezes pelo espelho", acrescentou Gianluca Tonelli.

O incidente no metro de Roma já está a ser investigado pelas autoridades.

As imagens divulgadas pelo jornal italiano Corriere della Sera podem ferir a suscetibilidade dos leitores mais sensíveis.

  • Os likes dos candidatos às autárquicas no Facebook
    4:00

    Autárquicas 2017

    Se há mais de 5 milhões de portugueses no Facebook, é natural que as autárquicas também passem pela rede social mais usada no país e no mundo. A SIC apresenta-lhe os 10 candidatos cujas páginas têm mais seguidores e, para a comparação ser mais justa, os que têm mais seguidores em Portugal - porque há também quem estranhamente tenha milhares de fãs em países como Egito, Filipinas ou Vietname.

  • Sondagem prevê vitória de Basílio em Sintra e de Bernardino em Loures
    3:03
  • Menina mexicana encontrada viva sob os escombros nunca existiu
    2:24

    Mundo

    As autoridades mexicanas desmentiram a existência de uma menina de 12 anos sob os escombros da escola da capital. Frida Sofia afinal não existe e ainda ninguém assumiu quem fez circular a notícia. O sismo de magnitude 7,1 fez mais de 290 mortos e mais de 40 pessoas continuam desaparecidas.