sicnot

Perfil

Mundo

Mulher arrastada por carruagem no metro de Roma

@corriere

Uma mulher ficou presa no final da última carruagem no metro de Roma, em Itália, quando as portas da carruagem se fecharam e foi arrastada até à entrada do túnel. O caso aconteceu na passada quarta-feira e desde então gerou um debate em volta da segurança daquele transporte público.

Natalya Garcovich entrou na carruagem, mas desistiu e tentou sair. Quando o fez, as portas fecharam-se e entalaram a passageira que foi arrastada até ao fim da plataforma.

A bielorrussa de 43 anos ficou gravemente ferida, após ter batido com força na parede do túnel.

Natalya Garcovich foi transportada para o hospital General Tor Vergata e encontra-se nos cuidados intensivos.

Várias gravações do momento do incidente mostram que o maquinista estava a comer enquanto os passageiros entravam e quando iniciou a marcha.

A empresa que gere o metro de Roma decidiu suspender o maquinista Gianluca Tonelli, que garante que cumpriu o protocolo.

"Eu sei que o que fiz foi errado e estou destroçado pelo que aconteceu à mulher", disse o maquinista ao Corriere della Sera.

"Nas imagens é possível verificar que olhei duas vezes pelo espelho", acrescentou Gianluca Tonelli.

O incidente no metro de Roma já está a ser investigado pelas autoridades.

As imagens divulgadas pelo jornal italiano Corriere della Sera podem ferir a suscetibilidade dos leitores mais sensíveis.

  • Marcelo lembra como foi tratada a tragédia durante a ditadura
    2:25

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar diretamente a polémica em torno da lista das vítimas mortais de Pedrógão Grande, mas recorreu às cheias de 1967 para lembrar como as tragédias eram tratadas no tempo da ditadura. O Presidente da República defendeu que não é possível esconder a dimensão de uma tragédia num regime democrático. Há 50 anos, Marcelo Rebelo de Sousa acompanhou de perto a forma como o regime tentou esconder a verdadeira dimensão do incidente.

  • Ministra admite falhas no SIRESP no presente e no passado
    2:35

    País

    A ministra da Administração Interna admitiu, esta quinta-feira, que o SIRESP falha no presente tal como já falhou no passado, quando a tutela pertencia ao Governo PSD. Os sociais-democratas quiserem ouvir Constança Urbano de Sousa na comissão parlamentar mas desta vez a ministra defendeu-se com um ataque. 

  • À descoberta de Dago, o destroço mais visitado em mergulho de profundidade
    13:51
  • Uma viagem aérea pela aldeia histórica de Monsanto
    0:50
  • "Comecei por ajudar uma família que me pediu um plástico para se proteger"
    4:51
  • Quase três mil toneladas de plástico ameçam tartarugas no Mediterrâneo
    2:35

    Mundo

    O Mar Mediterrâneo está sob a ameaça de se tornar uma lixeira com três mil toneladas de plástico a flutuarem entre a Europa e África. Há milhões de turistas a nadarem nestas águas e há espécies marinhas que já estão em perigo. No Chipre, os cientistas estão a tentar proteger tartarugas, cuja alimentação já é quase totalmente de plástico.

  • Deputado da Malásia diz que negar sexo ao marido é uma forma de abuso

    Mundo

    Um deputado malaio tem sido alvo de algumas críticas na internet, depois de ter dito que negar sexo a maridos é uma forma de abuso psicológico e emocional por parte das mulheres. As declarações de Che Mohamad Zulkifly Jusoh foram feitas durante um debate sobre as alterações às leis de violência doméstica, na quarta-feira.

    SIC