sicnot

Perfil

Mundo

Soldado jordano acusado da morte de três militares dos EUA condenado a prisão perpétua

Muhammad Hamed

Um soldado jordano acusado de matar três militares norte-americanos à entrada de uma base aérea, no sul da Jordânia, em novembro de 2016, foi esta segunda-feira condenado a prisão perpétua e trabalhos forçados, por um tribunal militar em Amã.

O tribunal condenou o soldado Maarik Al Tawaiha "a trabalhos forçados por toda a vida", de acordo com um jornalista da agência noticiosa France-Presse, presente na leitura da sentença.

Em junho deste ano, o réu, de 39 anos, que sempre se declarou inocente dos crimes cometidos, foi acusado de "homicídio doloso", "insultar a dignidade e reputação das forças armadas" e "violação de ordens militares".

Em novembro do ano passado, três soldados norte-americanos foram mortos num tiroteio à entrada de um centro de treino na base aérea de Al-Jafr, no sul da Jordânia.

O soldado disparou contra os veículos que transportavam os militares em treino após ouvir o som de tiros, na suspeita de um ataque contra a base.

Na época, as autoridades dos EUA declararam que nada sugeria que o militar jordano tinha um "desejo deliberado" de matar norte-americanos, avançando ainda com a possibilidade de um "mal-entendido".

O governo dos Estados Unidos da América e da Jordânia mantêm relações no domínio da segurança que incluem apoio militar.

O país árabe participa na coligação internacional coordenada por Washington contra o Daesh, na Síria e no Iraque.

Num outro incidente, em novembro de 2015, dois militares norte-americanos e um sul-africano morreram na sequência de um ataque perpetrado por um polícia jordano num centro de treino da polícia a leste de Amã.

Lusa

  • Passos nega que resultado das autárquicas ponham em causa liderança do PSD
    7:46
  • PS e PSD trocam acusações sobre Tancos
    1:18
  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • Marcelo mergulha na baía de Luanda
    0:45
  • Marcelo garante que relações com Angola "estão vivas"
    1:50

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou esta segunda-feira as boas relações entre Portugal e Angola. À chegada a Luanda para a posse do novo Presidente angolano João Lourenço, o chefe de Estado português aproveitou para tomar um banho de mar.

  • Défice chegou aos 2.034 milhões em agosto
    1:51

    Economia

    O défice do Estado caiu 1.900 milhões de euros até agosto, em comparação com o ano passado. A recuperação da economia ajudou a baixar o défice, com mais receitas e impostos acima do esperado. Já a despesa pública ficou praticamente inalterada e os pagamentos do Estado em atraso subiram.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.