Mundo

Merkel contra "solução militar" na crise com a Coreia do Norte

Hannibal Hanschke

A chanceler alemã, Angela Merkel, opôs-se hoje a uma qualquer "solução militar" na crise com a Coreia do Norte. Merkel advertiu para as consequências negativas da atual escalada da retórica entre Pyongyang e os Estados Unidos.

"Não vejo uma solução militar para este conflito. A Alemanha vai participar de maneira intensa nas possíveis soluções não-militares, mas considero que a escalada verbal é uma resposta errada", disse Merkel, em declarações à imprensa em Berlim.

As declarações da líder alemã surgem perante a escalada da retórica entre Washington e Pyongyang verificada nos últimos dias.

Na terça-feira, o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ameaçou o regime da Coreia do Norte com "fogo e fúria nunca vistos" se o regime liderado por Kim Jong-un persistir nas ameaças contra os norte-americanos.

Trump voltou hoje a ameaçar a Coreia do Norte e disse que a opção militar está pronta para ser acionada. "As soluções militares estão plenamente operacionais, preparadas e armadas, para o caso de a Coreia do Norte se comportar imprudentemente. Espero que Kim Jong-un opte por outro caminho", escreveu o Presidente norte-americano na sua conta do Twitter.

A Coreia do Norte disse estar a preparar planos para atacar a base norte-americana na ilha de Guam, no Pacífico, a 3.430 quilómetros a sudeste do território norte-coreano.

Lusa

  • "O Mal Entendido: as doenças a que chamamos cancro" - capítulo 4: Os maratonistas
    33:52
  • O verdadeiro alarme e ameaça à segurança interna está no roubo das pistolas
    0:50

    Assalto em Tancos

    O general Leonel de Carvalho associa o roubo em Tancos ao desaparecimento de 57 armas da PSP de Lisboa, em fevereiro do ano passado. O antigo secretário geral do Gabinete coordenador de Segurança considera ainda que o verdadeiro alarme e ameaça à segurança interna está no roubo dessas pistolas e não no alegado desaparecimento de algumas granadas e outro material explosivo de pouca capacidade.

  • "Aquilo parecia um filme de terror"
    1:40

    Crise no Sporting

    Jorge Jesus abordou os incidentes de Alcochete pela primeira vez. Em entrevista à Bola TV, o treinador português, agora no Al Hilal da Arábia Saudita, falou do medo que viveu naqueles momentos. Jorge Jesus disse também que não fecha a porta a nenhum clube em Portugal.

  • Benfica promete queixa-crime contra quem divulgou contratos de Castillo e Ferreyra
    1:26

    Desporto

    Um blog divulgou na internet os valores dos contratos de dois dos reforços do Benfica, Castillo e Ferreyra. O clube da Luz promete agir judicialmente contra quem divulgou estas informações. A SIC sabe que devido à gravidade dos factos a Liga de Clubes está a considerar suspender os funcionários da instituição até que este caso seja esclarecido.

  • Santana diz que a concorrência é livre
    0:52
  • Donald Trump envolvido em mais uma polémica
    1:49
  • 20 quilómetros até ao trabalho valeu um carro

    Mundo

    Quando o carro de Walter Carr deixou de funcionar um dia antes do primeiro dia de trabalho numa empresa de mudanças, ele não desistiu nem ligou a dizer que ia faltar. Saiu de casa à meia-noite e fez mais de 20 quilómetros a pé para chegar a horas. No final recebeu uma recompensa.

    SIC