sicnot

Perfil

Mundo

Polícia do Quénia prevê protestos em várias zonas do país após resultados eleitorais

Stringer .

A polícia do Quénia destacou agentes para diferentes zonas do país prevendo protestos quando forem divulgados hoje os resultados definitivos das eleições e, previsivelmente, confirmada a vitória do Presidente Uhuru Kenyatta.

A oposição insistiu hoje de manhã na existência de uma fraude e voltou a atribuir a vitória nas eleições ao seu líder, Raila Odinga.


Polícias foram destacados para os principais feudos de Odinga, como o bairro de Kibera, na capital, um dos principais focos da violência pós-eleitoral em 2007, com cerca de um milhão de habitantes.


O mesmo aconteceu em Mathare, outro subúrbio de Nairobi com uma maioria de apoiantes de Odinga e onde morreram duas pessoas na quarta-feira devido a tiros da polícia durante uma manifestação.


Na violência pós-eleitoral de 2007, morreram pelo menos 1.100 pessoas e mais de 600.000 foram obrigadas a abandonar as suas casas.


Os resultados provisórios das eleições dão a vitória ao presidente cessante e Kenyatta ainda não fez qualquer comentário acerca das alegações de Odinga.


Na quinta-feira, os chefes das missões de observadores da União Europeia, União Africana e Commonwealth coincidiram em que as eleições de terça-feira no Quénia respeitaram as normas internacionais e apelaram à calma até que termine a contagem dos votos.


Hoje, o embaixador norte-americano no Quénia, Bob Godec, secundou os observadores internacionais e exortou os quenianos a serem pacientes e os seus líderes a recorreram às vias legais em caso de desacordo.


"A violência nunca pode ser uma opção, nenhum queniano deve morrer devido a uma eleição", disse Godec aos jornalistas, adiantando que "o futuro do Quénia é mais importante que qualquer eleição".

Lusa

  • Corpos de portuguesas trasladados segunda-feira 
    1:27
  • Incendiários vão passar o verão com pulseira eletrónica

    País

    Os tribunais vão poder condenar os incendiários a penas de prisão domiciliária, com pulseira eletrónica, durante as épocas de incêndio. A nova lei foi aprovada na semana passada, na Assembleia da República, e aguarda a promulgação do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

  • Estado vai tomar posse de terras abandonadas

    País

    O Governo vai recorrer ao Código Civil para permitir que o Estado tome posse de terras ao abandono. À margem da entrevista ao Expresso, o primeiro-ministro anunciou que o Governo irá acionar o artigo 1345º do Código Civil, que estabelece que as coisas imóveis sem dono conhecido se consideram do património do Estado.

  • "Trump, deixe-me ajudá-lo a escrever o discurso"
    0:47

    Mundo

    Arnold Schwarzenegger diz que Donald Trump tem o dever moral de se opor ao ódio e ao racismo. Num vídeo publicado nas redes sociais, o ator norte-americano e antigo governador da Califórnia encenou o discurso que Donald Trump devia ter. 

  • Hino da SIC tocado pela viola beiroa
    2:22