sicnot

Perfil

Mundo

Boris Johnson aponta responsabilidades ao regime norte-coreano na crise com os EUA

Toby Melville

O ministro dos Negócios Estrangeiros (MNE) britânico apontou este sábado responsabilidades ao regime do Presidente norte-coreano, Kim Jong-Un, pela "crise" entre a Coreia do Norte e os Estados Unidos, garantindo que está a trabalhar para encontrar uma "solução diplomática".

"O regime norte-coreano está na origem deste problema e é preciso resolvê-lo", escreveu Boris Johnson na sua conta do Twitter.

"A comunidade internacional está unida para garantir que a Coreia do Norte coloque fim às suas operações agressivas", acrescentou.

"Estamos a trabalhar com os Estados Unidos e com os nossos parceiros na região para encontrar uma solução diplomática para a crise", disse ainda.

Estas declarações foram feitas num contexto de crescente tensão entre Pyongyang e Washington.

A Casa Branca anunciou este sábado que suas forças estão prontas para proteger os Estados Unidos e, particularmente, a ilha de Guam. A Coreia do Norte já havia anunciado planos para lançar mísseis nas proximidades desta ilha norte-americana no Pacífico.

O Presidente chinês, Xi Jinping, pediu ao seu homólogo norte-americano, Donald Trump, que evite "palavras e ações" que possam "agravar" a situação.

Por seu lado, o Presidente francês, Emmanuel Macron, pediu "que se evite a escalada das tensões".

Lusa

  • Racionamento da água é medida de último recurso
    2:35

    País

    O ministro do Ambiente acredita que não será necessário racionar a água na casa dos portugueses, se todos fizerem um uso racional desse consumo. Mas admite medidas concretas como a diminuição da pressão da água canalizada.

  • "O polvo está perfeitamente à rasca"
    1:45