sicnot

Perfil

Mundo

Macron pede que se evite "escalada de tensões" no caso da Coreia do Norte

PHILIPPE LOPEZ / POOL

O Presidente francês, Emmanuel Macron, apelou este sábado "à responsabilidade de todos e a evitar qualquer escalada das tensões", após vários dias de retórica agressiva entre Washington e Pyongyang.

Num comunicado, Macron dá conta da sua "preocupação perante o aumento da ameaça balística e nuclear proveniente da Coreia do Norte" e defende que "a comunidade internacional deve agir de modo concertado, firme e eficaz" para levar Pyongyang "a retomar a via do diálogo sem condições".

"Juntamente com os outros membros do Conselho de Segurança", a França pede à Coreia do Norte para "cumprir imediatamente as suas obrigações internacionais e desmantelar, de modo completo, verificável e irreversível, os seus programas nucleares e balísticos".

Macron também garante "a solidariedade da França aos aliados e parceiros" do país na região.

A tensão tem vindo a subir entre Pyongyang e Washington devido aos contínuos testes nucleares e de mísseis norte-coreanos.

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que por diversas vezes admitiu a possibilidade de realizar um ataque preventivo contra o regime de Kim Jong-un, prometeu esta semana responder com "fogo e fúria jamais vistos" às ameaças da Coreia do Norte.

Pyongyang retaliou e anunciou um plano para atacar a ilha de Guam, território norte-americano no Pacífico onde se encontram estacionados caças-bombardeiros que o Pentágono envia regularmente para a península coreana.

Lusa

  • Economia portuguesa a crescer
    2:26
  • Os likes dos candidatos às autárquicas no Facebook
    4:00

    Autárquicas 2017

    Se há mais de 5 milhões de portugueses no Facebook, é natural que as autárquicas também passem pela rede social mais usada no país e no mundo. A SIC apresenta-lhe os 10 candidatos cujas páginas têm mais seguidores e, para a comparação ser mais justa, os que têm mais seguidores em Portugal - porque há também quem estranhamente tenha milhares de fãs em países como Egito, Filipinas ou Vietname.

  • Viver em Évora
    5:11
  • Ano letivo "de uma maneira geral começou bem"

    País

    O Presidente da República considerou esta sexta-feira que o ano letivo "de uma maneira geral começou bem" e defendeu a possibilidade serem feitas "correções" a situações "injustas ou discutíveis" entre os concursos que se realizam de quatro em quatro anos.