sicnot

Perfil

Mundo

Ivanka Trump diz que não há lugar para o racismo, a supremacia branca e neonazis

Joshua Roberts

Ivanka Trump, filha e conselheira do Presidente norte-americano, denunciou este domingo "o racismo, a supremacia branca e os neonazis", numa altura em que o seu pai foi criticado pela reação à violência que marcou uma ação da extrema-direita em Charlottesville.

"Não há lugar na sociedade para o racismo, a supremacia branca e os neonazis. Devemos unir-nos como americanos e ter um país unido", escreveu Ivanka Trump na rede social Twitter.

Esta tomada de posição demarca-a de Donald Trump, que acusou os manifestantes de extrema-direita e contramanifestantes antirracistas, os quais responsabilizou pela "violência de diversas partes".

O Presidente foi fortemente criticado pelos seus comentários, incluindo entre os republicanos. O senador da Flórida, Marco Rubio, instou o presidente a descrever os eventos em Charlottesville como aquilo que são: "Um ataque terrorista de supremacistas brancos".

Uma mulher de 32 anos morreu sábado em Charlottesville, no Estado da Virginia, após uma viatura avançou para os contramanifestantes que se opunham a uma concentração promovida pela extrema-direita.

Um homem de 20 anos, oriundo do Estado de Ohio, foi detido.

Lusa

  • Corpos de portuguesas trasladados segunda-feira 
    1:27
  • Incendiários vão passar o verão com pulseira eletrónica

    País

    Os tribunais vão poder condenar os incendiários a penas de prisão domiciliária, com pulseira eletrónica, durante as épocas de incêndio. A nova lei foi aprovada na semana passada, na Assembleia da República, e aguarda a promulgação do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

  • Estado vai tomar posse de terras abandonadas

    País

    O Governo vai recorrer ao Código Civil para permitir que o Estado tome posse de terras ao abandono. À margem da entrevista ao Expresso, o primeiro-ministro anunciou que o Governo irá acionar o artigo 1345º do Código Civil, que estabelece que as coisas imóveis sem dono conhecido se consideram do património do Estado.

  • "Trump, deixe-me ajudá-lo a escrever o discurso"
    0:47

    Mundo

    Arnold Schwarzenegger diz que Donald Trump tem o dever moral de se opor ao ódio e ao racismo. Num vídeo publicado nas redes sociais, o ator norte-americano e antigo governador da Califórnia encenou o discurso que Donald Trump devia ter. 

  • Hino da SIC tocado pela viola beiroa
    2:22