sicnot

Perfil

Mundo

Coiote fez 35 quilómetros preso num para-choques

@georgie knox /facebook

Georgie Knox atropelou na semana passada um coiote a caminho do trabalho no Canadá e ficou surpreendida quando reparou que o animal não só tinha ficado preso no para-choques do carro, como ainda estava vivo.

Georgie Knox percorreu os cerca de 35 quilómetros que ligam Airdrie a Calgary sem perceber que o animal tinha ficado preso.

A canadiana só reparou na presença do animal quando chegou ao local de trabalho.

Georgie Knox chamou uma equipa do Departamento de Caça e Pesca para retirar o coiote do para-choques sem causar danos ao animal.

O coiote foi retirado em segurança e para surpresa dos profissionais e da condutora, o animal não apresentava qualquer ferimento.

"Milagrosamente, foi libertado com lesões mínimas", disse Georgie Knox citada pela BBC.

No Canadá, os atropelamentos de animais nas estradas são muito frequentes, devido ao território selvagem que cobre grande parte do país.

@georgie knox/facebook

  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.

  • Metro de Lisboa vai reduzir consumo de água

    País

    O Metro de Lisboa colocou em prática um programa para reduzir o consumo de água devido à situação de seca em Portugal, respondendo assim ao apelo do Ministério do Ambiente, segundo um comunicado divulgado este sábado.