sicnot

Perfil

Mundo

Guterres diz que solução para a Coreia do Norte "só pode ser política"

Mike Segar

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, disse esta quarta-feira que a unidade no Conselho de Segurança em relação à Coreia do Norte "é uma oportunidade", defendendo que a solução para a crise "só pode ser política".

"Uma ação militar pode causar devastação que levará várias gerações para recuperar", avisou o secretário-geral.

O diplomata disse ainda que a Coreia do Norte "deve cumprir completamente com as suas obrigações internacionais".

Sobre os críticos que têm pedido uma postura mais interventiva do secretário-geral, António Guterres disse que tem feito o que está ao alcance do seu cargo.

"Temos uma constituição, que é a Carta. Estou a fazer tudo o que posso dentro dos limites da Carta, com a mais ampla interpretação da Carta que posso fazer sem a violar. O momento em que violar a Carta, toda a minha capacidade para atuar ficará comprometida", explicou Guterres.

O Conselho de Segurança da ONU aprovou na segunda-feira, por unanimidade, um novo conjunto de sanções contra a Coreia do Norte, proposto pelos EUA, interditando as exportações têxteis e reduzindo o seu abastecimento em petróleo e gás.

Lusa

  • "Se estivesse a governar estaria preocupado com o futuro e não só com o presente"
    7:46
  • PS e PSD trocam acusações sobre Tancos
    1:18
  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • Marcelo mergulha na baía de Luanda
    0:45
  • Défice chegou aos 2.034 milhões em agosto
    1:51

    Economia

    O défice do Estado caiu 1.900 milhões de euros até agosto, em comparação com o ano passado. A recuperação da economia ajudou a baixar o défice, com mais receitas e impostos acima do esperado. Já a despesa pública ficou praticamente inalterada e os pagamentos do Estado em atraso subiram.

  • EUA negam ter declarado guerra à Coreia do Norte

    Mundo

    Os Estados Unidos negaram esta segunda-feira ter declarado guerra à Coreia do Norte e frisaram que Pyongyang não pode disparar contra os seus aviões em águas internacionais, em resposta a uma ameaça do ministro dos Negócios Estrangeiros norte-coreano.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.