sicnot

Perfil

Mundo

Juncker aponta cinco prioridades para a UE aproveitar o "vento favorável"

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, considerou hoje, no seu discurso sobre o Estado da União, que a Europa deve aproveitar o "vento favorável" atual para construir uma Europa "mais forte", e apontou cinco prioridades para próximo ano.

Dirigindo-se ao Parlamento Europeu, em Estrasburgo, França, Juncker deu conta do programa de trabalho da Comissão para 2018, realçando cinco áreas onde deseja ver a União Europeia mais forte: no comércio, indústria, alterações climáticas, cibersegurança e migrações.


"O vento é outra vez favorável, temos agora uma janela de oportunidade, mas que não vai ficar aberta para sempre. Aproveitemos por isso ao máximo o bom momento, e o vento nas nossas velas", disse, apontando então algumas das áreas onde considera que a Europa pode e deve fazer mais.


De acordo com o presidente da Comissão Europeia, a UE deve reforçar o programa comercial europeu e fechar acordos comerciais com vários parceiros, tornar a sua indústria "mais forte e competitiva", respeitando os consumidores em vez de os enganar (num "recado" dirigido à indústria automóvel europeia), liderar o combate às alterações climáticas, proteger melhor os cidadãos europeus na Internet e continuar a trabalhar no plano das migrações.


"Mesmo isto não é suficiente se queremos ganhar o coração dos europeus", sustentou, sublinhando a necessidade de dar novos passos concretos no processo de repensar o futuro da União Europeia, iniciado há cerca de um ano.

Lusa

  • Brexit e crescimento económico irão marcar discurso do Estado da União
    1:01

    Mundo

    O Presidente da Comissão Europeia faz esta manhã o discurso do Estado da União. Perante os eurodeputados, em Estrasburgo, Jean-Claude Juncker fará o balanço de um projeto que negoceia a saída de um estado membro, o Reino Unido, mas que atravessa também uma fase de crescimento económico e de descida do desemprego, como adianta a repórter da SIC em Bruxelas, Susana Frexes.

  • Portugal não deve perder eurodeputados após Brexit
    1:57

    Brexit

    Portugal não deverá perder eurodeputados após a saída do Reino Unido da União Europeia, mas também não vai ganhar. A proposta, que está atualmente em cima da mesa, reduz o número total de lugares no Parlamento Europeu e dá mais cadeiras a França, Espanha e Itália.

  • "Se estivesse a governar estaria preocupado com o futuro e não só com o presente"
    7:46
  • PS e PSD trocam acusações sobre Tancos
    1:18
  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • Marcelo mergulha na baía de Luanda
    0:45
  • Défice chegou aos 2.034 milhões em agosto
    1:51

    Economia

    O défice do Estado caiu 1.900 milhões de euros até agosto, em comparação com o ano passado. A recuperação da economia ajudou a baixar o défice, com mais receitas e impostos acima do esperado. Já a despesa pública ficou praticamente inalterada e os pagamentos do Estado em atraso subiram.

  • EUA negam ter declarado guerra à Coreia do Norte

    Mundo

    Os Estados Unidos negaram esta segunda-feira ter declarado guerra à Coreia do Norte e frisaram que Pyongyang não pode disparar contra os seus aviões em águas internacionais, em resposta a uma ameaça do ministro dos Negócios Estrangeiros norte-coreano.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.