sicnot

Perfil

Mundo

Trump bloqueia compra de fabricante de semicondutores norte-americano por empresa chinesa

Thomas White

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, bloqueou na quarta-feira a compra de um fabricante de semicondutores do estado de Oregon (noroeste) por uma empresa financiada pelo Governo chinês, por motivos de segurança.

Uma instância federal norte-americana, encarregada de rever o investimento estrangeiro por possível ameaça à segurança dos EUA, chumbou a proposta de 1,3 mil milhões de dólares (cerca de 1,1 mil milhões de euros) feita pela firma Lattice Semiconductor.

O negócio passou a estar sob escrutínio, desde que se tornou evidente que o comprador, a Canyon Bridge Capital Partners, é financiado pelo Governo chinês.

As firmas chinesas têm realizado grandes aquisições de empresas tecnológicas e marcas estrangeiras. A maioria dos negócios na Europa e Estados Unidos é feita sem incidentes, mas outros suscitam críticas devido à possibilidade de representaram uma ameaça à segurança do respetivo país ou à perda de ativos importantes.

"Evidência credível leva-me a acreditar" que os compradores da Lattice "talvez adotem ações que ameacem afetar a segurança dos Estados Unidos", lê-se na ordem assinada por Trump.

Um comunicado da Casa Branca apontou a importância da "integridade da cadeia de fornecedores de semicondutores" para a segurança dos EUA, o papel do Governo chinês no negócio e o potencial para transferência de propriedade intelectual para um comprador estrangeiro.

Trump mostrou-se já preocupado com o estado do setor manufatureiro dos EUA e a sua habilidade para responder às necessidades da segurança norte-americana.

Em dezembro, o Governo alemão travou a aquisição da Aixtron, empresa alemã do setor tecnológico, por um grupo chinês, depois de o então Presidente dos EUA Barack Obama ter rejeitado a inclusão da unidade norte-americana da Aixtron, também por razões de segurança.

A Alemanha é o segundo maior destino do investimento chinês na Europa, ultrapassada apenas pelo Reino Unido. Portugal é o quarto, logo a seguir à França.

Lusa

  • Lesados do BES manifestam-se hoje no Porto

    País

    Um grupo de lesados pelo Banco Espírito Santo (BES) concentra-se hoje no Porto, junto ao Novo Banco, para exigir "a totalidade do dinheiro e os juros vencidos até à data", indicou um dos investidores.

  • Árbitros recuam e vão apitar jogos do próximo fim de semana

    Desporto

    Os árbitros recuaram esta quarta-feira na intenção de não comparecer nos jogos do próximo fim de semana. Depois de na terça-feira a maioria dos juízes terem apresentado um pedido de dispensa dos jogos da 12.ª jornada do campeonato, esta quarta-feira adiaram a decisão após uma reunião com o Conselho de Arbitragem.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44
  • Astronautas enviam mensagem no Dia de Ação de Graças
    1:06

    Mundo

    Comemora-se esta quinta-feira o Dia de Ação de Graças nos Estados Unidos. Mais de 50 milhões de norte-americanos viajam ao encontro da família para celebrar o feriado. Também na Estação Espacial Internacional a data não foi esquecida.

  • Jorge Jesus e Ana Malhoa contra o consumo de sal
    1:21
  • Putin apela a concessões para solução do conflito na Síria
    1:07

    Mundo

    Vladimir Putin afirma que há uma oportunidade real de pôr fim ao conflito na Síria mas avisa que são necessárias concessões de todas as partes envolvidas. O presidente russo recebeu esta quarta-feira os homólogos do Irão e da Turquia em Sochi, na Rússia.