sicnot

Perfil

Mundo

Violência dos extremistas do Boko Haram deixa três milhões de crianças sem escola na Nigéria

Akintunde Akinleye / Reuters

A violência registada no norte da Nigéria por causa do grupo extremista Boko Haram forçou o encerramento de centenas de escolas naquela região, deixando cerca de três milhões de crianças sem acesso à educação, denunciou hoje a Unicef.

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) precisou que mais de 57% das escolas no estado nigeriano de Borno estão fechadas por causa dos insurgentes extremistas.

Num relatório publicado hoje, a agência das Nações Unidas referiu que perto de 2.300 professores foram mortos pelo Boko Haram na zona nordeste da Nigéria desde 2009 e que quase 1.400 escolas foram destruídas.

Após uma visita no terreno, o diretor-executivo adjunto da Unicef, Justin Forsyth, frisou que, apesar da luta contra a subnutrição e as doenças que afetam as faixas mais jovens da população nigeriana seja essencial, as crianças devem continuar a ter acesso à educação para superar traumas e ganhar esperança.

"As crianças no nordeste da Nigéria estão a viver num ambiente de horror", disse Justin Forsyth, no final de uma visita de três dias em Maiduguri, o epicentro da crise.

"A par da subnutrição devastadora, violência e um surto de cólera, os ataques a escolas podem potenciar a criação de uma geração perdida de crianças, ameaçando o seu futuro e o futuro do país", salientou o responsável.

As Nações Unidas dizem que apenas 12% do financiamento para a área da educação na Nigéria foi recebido.

O grupo fundamentalista Boko Haram pretende criar um estado islâmico no norte da Nigéria e está ativo no país desde 2009.

Os últimos oito anos de violência já provocaram a morte de mais de 20 mil pessoas na bacia do Lago Chade, de acordo com dados internacionais.

Lusa

  • Explosão em restaurante no Canadá causa pelo menos 15 feridos, 3 graves
    0:56

    Mundo

    Pelo menos 15 pessoas ficaram feridas numa explosão em Mississauga, Ontário, no Canadá. Três vítimas estão em estado grave. Os feridos foram levados para vários hospitais da zona. De acordo com as autoridades, a explosão foi causada por dois homens, com cerca de 20 anos, num restaurante indiano, que fugiram do local depois do ataque. A zona foi evacuada e a polícia está a investigar o caso.

    Em atualização

  • Congresso do PS começa hoje na Batalha

    País

    O 22.º Congresso do PS começa hoje, na Batalha, distrito de Leiria, e durante o qual o secretário-geral, António Costa, deverá defender uma linha de continuidade estratégica, procurando, em simultâneo, projetar desafios estruturais que se colocam ao país.

  • Gonçalo Guedes: o menino franzino que jogava mais que os outros em Benavente
    8:47
  • Juiz impede acesso a informações bancárias e e-mails de António Mexia
    1:50

    País

    No inquérito crime que investiga a EDP, continua um braço de ferro entre o Ministério Público e o juiz de instrução. O magistrado voltou a negar o acesso a informações bancárias e a e-mails de António Mexia, que constavam dos processos da Operação Marquês e do universo Espírito Santo.

  • Universidade de Coimbra não retira Honoris Causa a Lula
    3:30
  • Estudo acaba com teorias da conspiração sobre a morte de Hitler

    Mundo

    Existem algumas versões sobre o desaparecimento do ditador nazi, Adolf Hitler. Há quem diga que viajou para um país da América do Sul, outros acreditam que está escondido na Antártida e há até quem vá mais longe e acredita que estaria na Lua. Mas, teorias da conspiração à parte, a história oficial diz que Hitler suicidou-se num bunker, em Berlim, Alemanha.

    SIC