sicnot

Perfil

Mundo

Agente tóxico no rosto de Kim Jong-nam 1,4 vezes superior à dose letal

Ahn Young-joon/ AP (Arquivo)

Um especialista químico da Malásia afirmou hoje, em tribunal, que a quantidade do agente neurotóxico VX detetado no rosto do meio-irmão do líder norte-coreano, assassinado em fevereiro, superava em 1,4 vezes a dose letal.

O agente neurotóxico VX puro foi detetado no corpo, olho e plasma de Kim Jong-nam, declarou o especialista químico do governo malaio Raja Subramaniam, na audiência do julgamento da indonésia Siti Aisyah e da vietnamita Doan Thi Huong, acusadas do homicídio de Kim Jong-nam, em fevereiro.

O potencial letal do VX, que também foi encontrado nas roupas que as duas mulheres vestiam no dia do ataque, foi descrito em tribunal por Raja Subramaniam. Segundo o especialista, exames realizados em animais mostram que a dose letal corresponde a 0,142 miligramas por cada quilograma do peso corporal, e que metade da população testada morreria caso a pele fosse exposta a essa dosagem.

Raja Subramaniam estimou a concentração do agente nervoso no rosto de Kim Jong-nam em 0,2 miligramas por cada quilo do peso corporal.

Questionado sobre se a concentração de VX detetada no rosto de Kim seria suficiente para o matar, o especialista afirmou: "Não posso dar uma resposta direta sobre isto. Baseado na estimativa de concentração, é cerca de 1,4 vezes superior à dose letal".

O mesmo responsável declarou ainda que o concentrado do agente nervoso no olho de Kim era apenas de 0,03 miligramas por cada quilograma do peso, mas que o VX penetra mais facilmente através do olho do que da pele.

O tribunal planeia ouvir 40 pessoas, entre testemunhas e especialistas, durante o julgamento das duas mulheres, cuja conclusão está prevista para finais do próximo mês.

O Ministério Público indicou que esta semana vai apresentar imagens de videovigilância do aeroporto de Kuala Lumpur que mostram as duas mulheres a levar a cabo o ataque e que, segundo argumentou, indicam que ambas sabiam que estavam a lidar com veneno.

Os advogados de defesa alegaram, por seu lado, que as duas mulheres foram enganadas por presumíveis agentes norte-coreanos, ao serem levadas a acreditar que estavam a pregar uma partida inofensiva para um programa de apanhados.

Doan Thi Huong e Siti Aisyah, que se declararam inocentes no início do julgamento na passada segunda-feira, dia 2, arriscam pena de morte caso sejam condenadas.

Segundo as autoridades malaias, Kim Jong-nam, meio-irmão do líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, foi assassinado a 13 de fevereiro no aeroporto internacional de Kuala Lumpur, alegadamente pelas duas mulheres que lançaram o agente químico nervoso VX contra o seu rosto, provocando a sua morte minutos depois.

Lusa

  • Coutinho e Neymar salvam Brasil de empatar com a Costa Rica já na compensação

    Mundial 2018 / Brasil

    O Brasil venceu a Costa Rica por 2-0 numa partida a contar para a 2ª jornada do grupo E do Mundial da Rússia. Contas feitas, o Brasil sobe para o primeiro lugar do grupo, com 4 pontos, seguido da Sérvia com 3 pontos. A Suíça (1 ponto) e a Costa Rica (0 pontos) ocupam, assim, os últimos lugares da tabela.

  • Moutinho e Rafael Guerreiro de "baixa", Fonte disponível "para tocar bombo"
    1:52
  • Mulher morre após ser mandada para casa pelo Centro Hospitalar do Oeste
    2:23

    País

    Uma mulher morreu depois de ter tido alta no Centro Hospitalar do Oeste. Há fortes suspeitas que tenha sido vítima de um diagnóstico mal feito por uma empresa de telemedicina. O Bastonário da Ordem dos Médicos quer avaliar todos os contratos do Estado com serviços de telemedicina e impedir que as empresas e os hospitais fujam às responsabilidades. Até agora ninguém foi responsabilizado, a família apresentou várias queixas e Entidade Reguladora da Saúde abriu um inquérito.

  • Antigo campeão nacional de Ori-BTT, de 19 anos, morreu em colisão com carro
    1:42

    País

    Um ciclista de 19 anos morreu e o pai ficou gravemente ferido, numa colisão com uma viatura que fazia uma inversão de marcha, em Loulé, na quarta-feira. Quando o acidente aconteceu, o jovem estava a treinar para um campeonato na Hungria, onde ia participar dentro de poucos dias. Duarte Lourenço, que chegou a ser campeão nacional de Ori-BTT, pertencia ao escalão de Juniores, devido à sua idade, mas por vontade própria fazia escalão Sénior.