Mundo

Hackers da Coreia do Norte roubam planos militares da Coreia do Sul

As informações militares roubadas incluem um plano para eliminar o líder norte-coreano Kim Jong-Un

AP

Piratas informáticos roubaram centenas de documentos militares secretos sul-coreanos, nomeadamente, planos de ação elaborados com Washington para uma eventual guerra, noticia um jornal da Coreia do Sul.

O jornal Chosun Ilbo cita um deputado do Partido Democrata, no poder. Rhee Cheol-Hee afirma que piratas norte-coreanos infiltraram-se na intranet do Exército em setembro de 2016 de onde retiraram 235 gigabytes de informação confidencial.

Entre os documentos está o "Plano Operacional 5015", o plano de ação delineado por Seul e Washington no caso de uma guerra com Pyongyang que inclui o projeto de eliminar o líder norte-coreano Kim Jong-Un, revelam a BBC e a agência France Press.

Rhee Cheol-Hee diz que dos 235 gigabytes de informação confidencial roubada, 80% dos documentos ainda estão por identificar. A agência France Press tentou falar com o deputado, que não estava disponível, mas o seu gabinete confirmou que foi corretamente citado pelo jornal. O Ministério da Defesa recusou confirmar estas informações, alegando a confidencialidade dos dados.

A Coreia do Norte tem uma unidade com cerca de 6800 especialistas em ciberataques, segundo o Ministério da Defesa da Coreia do Sul. Têm sido já várias as acusações de ataques informáticos de grande dimensão, nomeadamente o de 2014 contra a Sony Pictures.

  • "Eu disse 'seria' quando queria dizer 'não seria'"
    1:34
  • "Não deveria ter aceitado jogar naquela final"
    1:40

    Desporto

    Jorge Jesus abordou os incidentes de Alcochete e da final da Taça de Portugal, pela primeira vez. Em entrevista à Bola TV, o treinador português, agora no Al Hilal da Arábia Saudita, falou do medo que viveu naqueles momentos. Jorge Jesus disse também que não fecha a porta a nenhum clube em Portugal.

  • Santana diz que a concorrência é livre
    0:52

    País

    Santana Lopes sublinha que quer causar o menor dano possível ao PSD com a criação de um novo partido. O antigo primeiro-ministro diz no entanto que, apesar disso, a concorrência é livre. Isto depois de um estudo feito pela Eurosondagem mostrar que 4,8% dos inquiridos votaria num novo partido de Santana Lopes. O político diz que o número é inspirador, mas não adianta certezas sobre os próximos passos.

  • Marcelo volta a levantar dúvidas sobre 2.º mandato
    2:11
  • Marcelo acredita na livre circulação no espaço da CPLP
    0:45

    País

    O Presidente da República que avançar na proposta da mobilidade de cidadãos no espaço da CPLP. Na noite de terça-feira, no discurso que fez na abertura da Cimeira de Cabo Verde, Marcelo não esqueceu as mudanças no sentido da democracia e valores que se concretizaram desde a última cimeira, em Brasília, há dois anos.

  • Veleiro preso em cabos elétricos na Ria de Aveiro
    1:39

    País

    O mastro de um veleiro embateu e ficou preso num cabo elétrico. O incidente, sem consequências para a tripulação de nacionalidade dinamarquesa ocorreu, ao fim da tarde de terça-feira, na ria de Aveiro.