sicnot

Perfil

Mundo

Bruxelas insiste no "pleno respeito pela ordem constitucional" espanhola

Emilio Morenatti

A Comissão Europeia reiterou hoje que uma solução para a situação na Catalunha deve respeitar plenamente a ordem constitucional espanhola, apontando que, pela sua parte, apoia "os esforços para superar a divisão e a fragmentação".

Um dia após o presidente do governo regional da Catalunha ter anunciado que assumia "o mandato do povo" para que a Catalunha seja um "Estado independente", mas suspendendo os efeitos da declaração de independência por algumas semanas para facilitar as negociações com Madrid.

Valdis Dombrovskis, vice-presidente da Comissão Europeia, questionado hoje sobre o assunto durante uma conferência de imprensa, repetiu aquela que tem sido a posição do executivo comunitário, insistindo na necessidade de ser respeitada a Constituição.

"O colégio (da Comissão) discutiu (hoje) a questão brevemente, a Comissão está a seguir de perto a situação em Espanha e reitera o seu anterior apelo no sentido do pleno respeito da ordem constitucional espanhola", declarou Dombrovskis.

O vice-presidente disse que a Comissão acredita que "as instituições espanholas, o primeiro-ministro (Mariano) Rajoy, com quem o presidente [Jean-Claude] Juncker está em constante contacto, e todas as forças políticas" trabalham com vista a "uma solução no quadro da constituição espanhola".

Questionado sobre o apelo do presidente do governo regional catalão, Carles Puigdemont, para que a Comissão Europeia tenha um papel de mediadora no conflito, o vice-presidente limitou-se a dizer que Bruxelas apoia "os esforços para superar a divisão e a fragmentação e assegurar a unidade e o respeito pela Constituição espanhola".

Lusa

  • PS volta a subir nas intenções de voto e não baixa dos 40%
    2:01