sicnot

Perfil

Mundo

Talibãs libertam família norte-americana raptada há 5 anos

Uma família norte-americana raptada em 2012 por talibãs afegãos foi agora libertada. Um casal e os três filhos voltaram a poder saborear a liberdade.

A família, que vivia no estado norte-americano da Pensilvânia, foi raptada durante uma viagem ao Afeganistão, num momento em que faziam as malas e preparavam o regresso.

A norte-americana Caitlan Coleman e o marido canadiano Joshua Boyle tinham dois filhos no momento do rapto. Caitlan, na altura grávida, acabou por ter o terceiro enquanto a família estava em cativeiro.

Segundo a BBC, que cita o exército paquistanês, a operação de resgate aconteceu depois de ter surgido uma pista durante uma operação junto à fronteira com o Afeganistão.

Caitlan Coleman, Joshua Boyle e um dos filhos do casal.

Caitlan Coleman, Joshua Boyle e um dos filhos do casal.

YouTube

Numa curta declaração, o Presidente norte-americano agradeceu ao Governo e ao exército paquistaneses, referindo que o Paquistão e vários outros países "voltaram a respeitar os Estados Unidos".

O Presidente dos EUA, Donald Trump.

O Presidente dos EUA, Donald Trump.

Kevin Lamarque

Donald Trump revelou também que a família tinha sido raptada pela rede Haqqani, um grupo terrorista com ligação aos talibãs.

O Governo canadiano também reagiu. A ministra dos Negócios Estrangeiros, Chrystia Freeland, refere que o Executivo está "bastante aliviado" pela família ter sido resgatada, sã e salva.

A ministra dos Negócios Estrangeiros do Canadá, Chrystia Freeland.

A ministra dos Negócios Estrangeiros do Canadá, Chrystia Freeland.

Edgard Garrido

Um vídeo divulgado em janeiro mostra o casal e um dos filhos, com Joshua Boyle a revelar que tinha recebido uma carta da família e a manifestar esperança de que "tudo se resolva o mais rapidamente possível".

A BBC refere que os serviços de informação norte-americanos estavam a acompanhar a situação da família no Afeganistão, que seguiu, em outubro do ano passado, para o Paquistão.