Mundo

UE vai doar às vítimas dos incêndios montante do prémio Princesa das Astúrias

Oliveira de Frades

NUNO ANDR\303\211 FERREIRA

A União Europeia (UE) anunciou esta segunda-feira que vai entregar os 50.000 euros do prémio Princesa das Astúrias da Concórdia às vítimas dos incêndios em Portugal e Espanha, uma decisão "simbólica" para mostrar "proximidade" com as populações afetadas.

O presidente do Parlamento Europeu (PE), Antonio Tajani, disse hoje, na abertura da sessão plenária em Estrasburgo, que a decisão foi tomada conjuntamente com os presidentes da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e do Conselho Europeu, Donald Tusk.

"É uma decisão simbólica com a qual queremos mostrar proximidade com as comunidades e as vítimas dos incêndios em Portugal e Espanha", afirmou Tajani.

Os incêndios de 15 de outubro fizeram 44 mortos e 70 feridos em Portugal e 4 mortos e dezenas de feridos em Espanha.O PE observou hoje um minuto de silêncio em homenagem às vítimas dos fogos.

"O fenómeno é preocupante e merece toda a nossa atenção. Só este ano, na Europa, arderam 750.000 hectares e mais de 100 pessoas perderam a vida", lamentou o político italiano.

Tajani sublinhou "a necessidade e a urgência de instituir um corpo de proteção civil europeu" e de "simplificar o contexto normativo para permitir às populações obter uma ajuda imediata".

A UE foi distinguida em junho passado com o prémio Princesa das Astúrias da Concórdia como "modelo único de integração política supranacional".

Lusa

  • Nunca mais
    9:16

    Reportagem Especial

    No Alto Minho, em concelhos como Monção, os fogos não fizeram vítimas mas provocaram elevados prejuízos. Já na vizinha Galiza, chora-se a morte de quatro pessoas e a destruição de casas, empresas e milhares de hectares de floresta. A reportagem da SIC andou nos últimos dias entre o norte de Portugal e a Espanha, onde o fogo caminhou sem fronteiras.

  • Bruxelas continua a analisar pedido de Portugal ao Fundo Europeu de Solidariedade
    0:14

    País

    Bruxelas ainda está a analisar o pedido que Portugal fez um julho ao Fundo Europeu de Solidariedade, após os incêndios em Pedrógão Grande. Na altura, estavam em causa 193 milhões de danos diretos, num total perto de 500 milhões de prejuízos. O porta-voz da Comissão Europeia Johannes Bahrke confirmou a atualização dos montantes da parte do Governo português.

  • Volta ao Mundo em Arroios
    18:46

    Reportagem Especial

    Tem mais de 90 nacionalidades diferentes. Os censos de 2011 da freguesia de Arroios, em Lisboa, registavam 4.500 estrangeiros mas nos últimos anos o número terá duplicado. É a freguesia mais multicultural do país, onde a diferença é a principal riqueza.

  • Anticiclone dos Açores afasta o verão de Portugal
    1:46

    País

    O verão vai continuar ameno em Portugal e, no início da próxima semana, as temperaturas máximas vão mesmo descer. Um cenário bem diferente do do norte da Europa, onde são as ondas de calor que estão a preocupar as autoridades. 

  • Ryanair prevê cancelamento de 50 voos diários em Portugal
    2:10

    Economia

    A Ryanair vai cancelar até 50 voos em Portugal durante os dois dias de greve, na próxima semana. A companhia irlandesa garante que já contactou 90% dos clientes com viagens marcadas de e para o país, que podem agora pedir o reembolso ou reagendar os voos.

  • Sócrates defende Pinho e critica Parlamento

    País

    José Sócrates saiu em defesa do seu antigo ministro da Economia, Manuel Pinho. Num artigo de opinião publicado no Expresso, o ex-primeiro-ministro aponta o dedo ao presidente do PSD e ao líder parlamentar do PS.

  • PP espanhol elege o líder mais jovem de sempre

    Mundo

    O novo presidente do Partido Popular (PP) espanhol, Pablo Casado, com 37 anos, é o líder mais jovem que este partido já teve na sua curta história, sendo visto por muitos como defensor da ala mais conservadora e tradicional.