Mundo

Maior diamante alguma vez leiloado vendido por 29 milhões

O maior diamante alguma vez disputado em leilão, achado em Angola, foi adjudicado esta terça-feira à noite em Genebra, por cerca de 34 milhões de dólares (29 milhões de euros), anunciou a leiloeira Christie's.

O diamante de 163,41 quilates, sem falhas, suspenso de um colar de esmeraldas e de diamantes, designado The Art of Grisogono, foi vendido por 33,8 milhões de dólares (28,7 milhões de euros), com taxas e comissões incluídas, adiantou a leiloeira.

A peça, da joalheira suíça Grisogno, foi a leilão num hotel de Genebra com um preço base de 20 milhões de francos (17,2 milhões de euros).

O diamante, que tem a cor D, o grau mais alto na cor, por ser muito pouco frequente, é um dos mais excecionais alguma vez exibidos pela Christie's, segundo um dos dirigentes desta, Rahul Kadakia.

A pedra original de onde foi extraído era de 404 quilates.Esta foi enviada para Amberes, na Bélgica, para ser avaliada, de onde seguiu para Nova Iorque, onde foi talhada por dez especialistas, que a conseguiram cortar com laser e polir a gema.

Após 11 meses de trabalho, o diamante foi enviado para o Instituto de Gemologia da América (GIA, na sigla em inglês) para efeitos de certificação, que foi feita em dezembro de 2016.

Em Genebra, o desenhador da Grisogno, Fawz Gruosi, presente hoje no leilão, juntamente com a sua equipa, criou 50 desenhos diferentes em torno do diamante.

No início de fevereiro passado, coincidindo com o primeiro aniversário da descoberta da pedra, foi decidido o desenho atual: um colar assimétrico que tem no lado esquerdo 18 diamantes com corte esmeralda e no direito duas filas de esmeraldas em forma de pera.

A casa de joalharia suíça precisou de 1.700 horas para criar o colar, um trabalho que exigiu o envolvimento de 14 especialistas.

No leilão esteve também em destaque outro diamante, um histórico designado "O Grande Mazarin", uma gema ligeiramente rosada, de 19,07 quilates, que foi adjudicada por 14,4 milhões de francos (12,4 milhões de euros).

Este diamante, que estava agora numa coleção privada, pertenceu ao cardeal Mazarin (1602-1661), Luis XIV de França, Luis XV, Luis XVI, Napoleão I, a Maria Luísa da Áustria, Luis XVII, Carlos X, Napoleão III, Eugénia de Montijo, Frédéric Boucheron e ao barão de Derwies.

Lusa

  • Três sportinguistas analisam entrevista de Bruno de Carvalho
    1:29
  • Manuel Pinho não terá declarado dinheiro que recebeu
    2:45

    Economia

    Manuel Pinho não terá declarado ao Tribunal Constitucional o dinheiro que recebeu do chamado saco azul do Grupo Espírito Santo. Esta terça-feira, no Parlamento, o antigo ministro da Economia de José Sócrates foi questionado sobre o assunto mas recusou responder.

  • Ora Eça!

    Opinião

    Eça, o meu conterrâneo que se definia como sendo "apenas um pobre homem da Póvoa de Varzim" não haveria de gostar de nada que fosse obrigatório. Durante décadas, Os Maias lá estiveram, quem sabe numa progressista lista pós-revolução, dada a natureza "sexual e incestuosa" da obra. Sai dessa lista agora. Claro que sai. "Ninguém" gostava de "ter de" ler Os Maias.

    Pedro Cruz

  • Jovens tailandeses poderão vir a sofrer de transtornos a longo prazo
    2:30

    Mundo

    Os 12 rapazes e o treinador resgatados de uma gruta da Tailândia já tiveram alta. Uma semana depois, saíram do hospital e deram uma conferência de imprensa em que se mostraram sorridentes. No entanto, os especialistas advertem que poderão vir a sofrer de transtornos a longo prazo, se forem obrigados recorrentemente a reviver tudo o que passaram.

  • Os portugueses que se cruzaram na vida de Mandela
    2:19
  • Cem anos de Mandela: o legado de um "gigante da História"

    Mundo

    Na história da Humanidade contam-se muito poucas figuras capazes de gerar uma aclamação unânime e global de elogio e agradecimento. Nelson Mandela está nessa lista de eleitos. No dia em que completaria 100 anos, recordamos o legado de "Madiba", um dos maiores impulsionadores da paz que este mundo já conheceu.

    André de Jesus

  • Será este o táxi mais autografado do mundo?
    2:27
  • Quem é a mais recente líder da Sonae?
    2:16
  • Rádio Escuta dá voz aos imigrantes que vivem em Lisboa
    4:02

    País

    Uma rádio comunitária está no ar, por estes dias, no bairro do Intendente, em Lisboa. O projeto é temporário e termina no próximo domingo. Mas até lá, a Rádio Escuta chega a mais de 100 países, pela internet, e dá voz aos imigrantes de diversas origens que vivem em Lisboa.

  • Lisboa vai ser Capital Verde da Europa em 2020
    2:54

    País

    O vereador do Ambiente de Lisboa quer envolver todos os cidadãos, empresas e agentes culturais na Capital Verde da Europa em 2020. Lisboa é a primeira cidade do sul da Europa a conseguir a distinção e, até lá, a Câmara promete um conjunto de investimentos para tornar a capital portuguesa um exemplo na área ambiental. Um deles é a construção de uma central solar.

  • Donald Trump em nova polémica

    Mundo

    O presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump, fez estalar uma nova polémica ao chamar ao Montenegro um "país muito pequeno" cujos habitantes são "muito agressivos" e por parecer questionar o princípio da defesa mútua dentro da NATO.

  • Urso apanhado na piscina de moradia de luxo na Califórnia
    1:35